PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses
Mãe de vítima de racismo em shopping: 'Precisa estar com alguém branco?'

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 21h25

Alice Fernandes Biondi defendeu hoje o filho Matheus Fernandes, vítima de racismo em loja no Rio de Janeiro, e perguntou se o jovem sempre precisará estar com alguém branco ou com sua mãe para poder ir ao shopping.

"Eu posso ir ao shopping. Posso mexer em todas as roupas. Posso comprar o que quiser. Posso inclusive provar as coisas de graça", analisou, em entrevista ao Jornal Nacional.

"Agora, se ele está sozinho não pode fazer nada disso. Foi o que aconteceu. Ele sozinho não pode comprar um relógio. Será que ele sempre precisa estar com a mãe do lado, com alguém do lado, alguém branco?", questionou.

O caso foi registrado por clientes do shopping Ilha Plaza, na Ilha do Governador, zona norte do Rio, que mostram o entregador de 18 anos sendo agredido e ameaçado por dois homens não identificados.

O rapaz queria trocar um relógio, no valor de R$ 300, de presente para o pai dele numa loja do estabelecimento. Para a família do jovem, trata-se de um caso de racismo.

No vídeo, gravado na noite de quinta-feira (6), é possível ver Matheus no chão de uma escadaria do shopping, imobilizado e encurralado por um homem de máscara e camisa vermelha e outro vestindo camisa preta.

Segundo o jovem, ambos o acusaram de ter roubado o relógio assim que ele deixou a loja e até apontaram uma arma para seu rosto.

Errata: o texto foi atualizado
Matheus Fernandes foi à loja trocar um relógio, e não comprar um novo. O texto foi corrigido.

Cotidiano