PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Personal trainer é morta a facadas após discussão com vizinhos em SP

Andressa Serantoni - Reprodução/Facebook
Andressa Serantoni Imagem: Reprodução/Facebook

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto

12/08/2020 17h57Atualizada em 13/08/2020 11h25

A personal trainer Andressa Serantoni, 28, foi morta a facadas após uma discussão com um casal de vizinhos, no início da tarde de hoje, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. O homem e a mulher foram presos em flagrante.

De acordo com a Polícia Militar, Andressa havia ido até a casa da mãe, no bairro Anchieta, alimentar o cachorro da família. A discussão com a vizinha S.P.S., 44, aconteceu na calçada, em frente à residência, depois que a personal trainer flagrou a mulher filmando-a com um celular. Andressa não teria gostado da atitude e foi tirar satisfação com a vizinha.

O marido da vizinha, J.P.S., 38, teria ouvido a discussão e ido até a calçada, armado com uma faca. Segundo a polícia, ele teria esfaqueado diversas vezes a vítima. Moradores relataram à reportagem do UOL que a mulher teria segurado Andressa para que o marido pudesse golpeá-la.

Policiais que faziam ronda pelo bairro foram avisados por moradores sobre o crime e foram até o local. Ao chegarem em frente à casa dos pais de Andressa, encontraram a jovem já caída sem vida. Andressa foi golpeada na região no pescoço e tórax.

"Os moradores mostraram onde os suspeitos moravam e os policiais pularam o muro e entraram na casa deles. Por uma janela, percebemos que eles estavam no interior da casa, mas eles se recusaram a abrir a porta. Após arrombarmos o local, o casal foi encontrado", disse o tenente Felipe Guimarães.

No momento da abordagem, o casal estava com os quatro filhos pequenos dentro de casa. Com a mulher os policiais encontraram R$ 6.100 em dinheiro.

O casal foi levado para a Central de Flagrantes. Aos policiais, eles se recusaram dizer o motivo da discussão com Andressa. A faca usada no crime foi encontrada na garagem da casa deles.

Os dois foram presos em flagrante por homicídio qualificado. O homem já tinha uma passagem policial por tentativa de homicídio que ocorreu em 2015. Até o fechamento dessa reportagem, os suspeitos não tinham defesa constituída.

Os quatro filhos do casal foram encaminhados ao Conselho Tutelar. O órgão ficará responsável pelas crianças até elas serem entregues para um familiar do casal.

Revoltados com o crime, moradores do bairro apedrejaram o carro do suspeito.

Vítima sonhava em se casar, diz primo

Andressa era proprietária de uma academia em São José do Rio Preto e também atuava como personal trainer. Segundo Murillo Serantoni, primo de Andressa, ela era apaixonada por animais, sonhava em se casar e ter filhos.

"Uma mulher muito forte, que cuidava da mãe e da irmã mais nova. Ela amava cachorros e estava em um relacionamento havia mais de dez anos. O sonho dela era se casar e por isso trabalhava dia e noite, para realizar o sonho de ter uma casa e uma família. Era uma menina muito carinhosa", lembra.

De acordo com ele, a vítima era conhecida por seu sorriso e atenção que dedicava aos alunos.

Cotidiano