PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
8 meses

Estudante que desapareceu em Botafogo é achado morto em Nova Iguaçu (RJ)

O estudante de farmácia teve o corpo encontrado em outra cidade - Reprodução/Redes sociais
O estudante de farmácia teve o corpo encontrado em outra cidade Imagem: Reprodução/Redes sociais

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

13/10/2020 12h39

O estudante Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos, que desapareceu na quinta-feira (8) em Botafogo, no Rio de Janeiro, teve o corpo encontrado ontem em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense busca por informações que ajudem a localizar o responsável pela morte. De acordo com a Polícia Civil, o corpo tinha lesões aparentemente causadas por arma de fogo.

Segundo a Polícia Militar, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal após ser localizado no bairro Engenho Pequeno, às margens da Rodovia Presidente Dutra.

Marcos Winícius, estudante do curso de Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, foi visto pela última vez quando saiu de bicicleta de um shopping em Botafogo, na Zona Sul. Ele estava com a família e decidiu voltar para casa mais cedo, pois pretendia ir com alguns amigos a uma festa na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

O desaparecimento do estudante teria ocorrido durante o percurso entre o centro comercial até a residência dele, na Urca, na mesma região, cerca de 2 km distante.

Em nota, a Polícia Civil disse que "de acordo com informações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), o corpo de Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima foi encontrado em Nova Iguaçu. Um inquérito policial foi instaurado e a investigação está em andamento.

Uma amiga do universitário, que pediu para não ter o nome divulgado, disse ao UOL que a família está se preservando, principalmente a mãe de Marcos Winícius: "A gente não está falando muito nesse momento, porque estamos respeitando a dor da família. Eu até agradeço a ajuda de todos, mas agora estão todos muito abalados para falar".

Comoção nas redes sociais

No Facebook, a mãe do jovem, Paula Tomé, 38, postou uma mensagem de luto com a foto de uma flor e disse que o coração está destruído:

mãe - Reprodução/Redes sociais - Reprodução/Redes sociais
Mãe lamenta morte de Marcos Winícius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos
Imagem: Reprodução/Redes sociais

"Só Deus para consolar nossos corações. Mesmo sem chão eu acredito e confio no Deus que eu sirvo e sei que ele vai me dá forças para suportar essa dor que está destruindo meu coração. Agradeço a todos pelas orações e carinho nesse momento de dor", desabafou Paula.

Durante os dias em que o estudante estava desaparecido, amigos e familiares se uniram para iniciar uma campanha na busca pelo jovem, tanto nas ruas quanto nas redes sociais. Após a notícia da morte de Marcos Winícius, muitos se comoveram com a postagem da mãe e também lamentaram a perda do jovem. Uma amiga da família escreveu no Facebook: "Quando uma mãe perde um filho, todas as mães do mundo perdem um pouco também".

Ainda não há informações sobre o local e a hora do enterro,

UFRJ lamenta morte

A Reitoria da UFRJ emitiu uma nota de pesar após a morte do universitário. A instituição disse que "se une aos familiares e amigos do estudante neste momento de intensa dor e espera, confiante, que as autoridades policiais tenham êxito nas investigações, que, embora não tragam Marcos de volta, darão resposta à sociedade fluminense que vive, dia após dia, como refém de uma violência que aparentemente não dá tréguas".

A UFRJ disse ainda que Marcos ingressou na universidade no segundo semestre de 2017 e era estudante do curso de Farmácia, vinculado ao Centro de Ciências da Saúde (CCS). Segundo a UFRJ, o estudante completaria 21 anos no dia 23 deste mês. A Reitoria prestou condolências à família e aos amigos.

Cotidiano