PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Acidente de Taguaí: 'Meu esposo deu a vida dele por mim', diz sobrevivente

26.nov.2020 - Sônia Lobo Pacheco, sobrevivente do acidente de Taguaí - Arquivo pessoal
26.nov.2020 - Sônia Lobo Pacheco, sobrevivente do acidente de Taguaí Imagem: Arquivo pessoal

Do UOL, em São Paulo

26/11/2020 14h58

A costureira Sônia Lobo Pacheco é uma das sobreviventes do acidente entre um ônibus e um caminhão em Taguaí, interior de São Paulo. Em entrevista ao Jornal Hoje, ela diz ter vivenciado a "pior cena" de sua vida e que o marido a protegeu.

O homem, de 25 anos, e a mãe de Sônia, de 48, morreram no acidente e foram velados hoje.

"Acordei com tudo acontecido. Olhei pra frente e meu esposo estava caído. Ele me protegeu", relatou ela. "Sei disso porque as moças que sobreviveram, e estavam na minha frente, falaram. Ele deu a vida dele por mim".

Ao todo 41 pessoas morreram no acidente e 12 ficaram feridos. "Foi a pior cena da minha vida. Tirou meu marido e minha mãe", disse Sônia.

Outra sobrevivente do acidente de Taguaí, Rosana Aparecida Santos, de 47 anos, afirmou que o motorista do ônibus tentou uma ultrapassagem.

"Foi uma ultrapassagem proibida por parte do motorista. Ele estava muito encostado no caminhão da frente e, mesmo assim, sem visibilidade, ultrapassou. Quando senti o balanço do ônibus, levantei do banco, percebi que o motorista do caminhão tentou tirar pro lado, mas não conseguiu, não deu tempo. O ônibus ficou completamente destruído no lado do motorista, e o caminhão foi parar a uns 50 metros, num barranco".

Maior acidente do ano

A Polícia Militar trata o acidente como o maior do ano, de acordo com o tenente Alexandre Guedes. De acordo com ele, a primeira hipótese é mesmo de que uma ultrapassagem poderia ter causado o acidente, mas as investigações ainda estão em estágio inicial.

O Corpo de Bombeiros de Piraju recebeu o primeiro chamado para atender a ocorrência às 6h45. O DER (Departamento de Estradas e Rodagem) informou que esse foi o primeiro acidente fatal no trecho da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho entre Taguaí e Taquarituba em dez anos.

Segundo apuração preliminar da Polícia Civil, o acidente teria sido causado por falha humana.

Cotidiano