PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Ônibus que caiu em MG saiu de povoado do sertão de AL; cidade decreta luto

Segundo os bombeiros, 16 pessoas morreram por causa deste acidente, até por volta das 20h desta sexta-feira - Divulgação/Corpo de Bombeiros-MG
Segundo os bombeiros, 16 pessoas morreram por causa deste acidente, até por volta das 20h desta sexta-feira Imagem: Divulgação/Corpo de Bombeiros-MG

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

04/12/2020 18h25Atualizada em 07/12/2020 16h23

O ônibus que caiu hoje de um viaduto na BR-381, em Minas Gerais, era de uma empresa com sede na zona rural do município de Mata Grande, no sertão alagoano. O ônibus saiu do povoado Santa Cruz do Deserto e levava 48 pessoas até São Paulo. O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou que 19 pessoas morreram.

A Prefeitura de Mata Grande confirmou que pelo menos 16 moradores do município estavam no veículo e que busca informações sobre eles. A administração municipal decretou luto oficial de três dias e cedeu um ginásio para o caso dos familiares de vítimas optarem por um velório coletivo.

Apesar dessas medidas, segundo a prefeitura, ainda não é certo o número de vítimas moradoras da cidade e não está descartado que existam vítimas de outros municípios, já que o ônibus sai apanhando mais passageiros no trajeto por Alagoas.

No momento, um trabalho de assistência social está sendo realizado para acolher familiares que buscam informações sobre o acidente. O clima na cidade, informou a assessoria de imprensa da prefeitura, é de total comoção.

Mapa mostra onde fica o município de Mata Grande (AL) - Arte/UOL - Arte/UOL
Mapa mostra onde fica o município de Mata Grande (AL)
Imagem: Arte/UOL

Mata Grande fica no extremo oeste alagoano, já próximo à divisa com Pernambuco. A cidade tem 24 mil habitantes.

Segundo apurou o UOL, um ônibus da empresa sai da cidade ao menos uma vez por semana e retorna com passageiros também uma vez por semana, de Mata Grande à capital paulista. A passagem de um trajeto custa em torno de R$ 300.

Transporte de passageiros

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou que a empresa JS Turismo é a dona do veículo e não tinha autorização para transportar passageiros.

O UOL procurou a JS Turismo, mas não conseguiu localizar nenhum representante da empresa. A reportagem também tentou contato com a empresa Loca Lima, que tem o nome estampado na lateral do veículo e não teve retorno.

Em sua página no Facebook, a empresa Localima mostra um ônibus com as mesmas características do que caiu —que oferece internet e tomadas para os passageiros.

Cotidiano