PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
11 meses

Homem tosse e é agredido em restaurante, sob acusação de estar com covid-19

Vinícius Boreki

Colaboração para o UOL, em Curitiba (PR)

11/12/2020 14h09

Um homem foi agredido em um restaurante do bairro Água Verde, em Curitiba, após tossir enquanto jantava com a sua companheira na noite da última quinta-feira (10). De acordo com a Polícia Militar, um dos clientes teria se engasgado e tossido algumas vezes, o que motivou um segundo consumidor a partir para a violência, acusando-o de estar com covid-19.

Conforme as imagens da câmera de segurança do estabelecimento, o agressor, que também estava acompanhado, trocou de mesa para se afastar do casal, que jantava no balcão do local. Após encarar fixamente o casal por alguns segundos, ele levanta e dá um chute, que acerta tanto a mulher quanto o homem. Na sequência, dá uma sucessão de socos e passa a apontar para eles. O vídeo, sem som, não permite saber o que o homem falou.

Em entrevista à TV Globo, o casal, que não quis se identificar, declarou que o agressor teria culpado o homem por estar com covid-19 e não respeitar as regras de isolamento. "Ele continuou me agredindo. Aí eu abaixei, não sabia o que fazer. Quando eu consegui me levantar, eu vi o que estava acontecendo. Ele comentou: 'você está com covid, você está com covid'. Eu falei 'não, eu não estou com covid'", relatou.

Segundo a mulher, a situação foi um "absurdo". "Eu penso assim: se eu tenho preocupação em relação ao vírus e não quero me expor, eu fico em casa. Imagine se eu vou ao supermercado ou à farmácia, vejo alguém tossindo ou espirrando e encho a pessoa de bordoada e vou acusar ela de covid?", questionou.

O homem ainda alega que, após sofrer a violência, o agressor informou que teria familiares internados devido à doença. "Eu falei que meu pai faleceu há 3 meses e nem por isso eu saio agredindo as pessoas", disse.

A Polícia Civil informou que está apurando o caso e "tomando todas as medidas cabíveis". A instituição não informou se identificou o agressor e por qual crime ele será indiciado.

Desde o início da pandemia, o Paraná registrou 315 mil casos e 6.595 óbitos, segundo a secretaria estadual de Saúde. Em Curitiba, são 92.530 casos e 1.903 mortos pela doença.

Cotidiano