PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Bombeiro tenta impedir dispersão de festa no Rio de Janeiro e é preso

Em Ipanema, na zona sul do Rio, outra festa gerou aglomeração - João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo
Em Ipanema, na zona sul do Rio, outra festa gerou aglomeração Imagem: João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

31/12/2020 12h40

Um bombeiro foi preso hoje no Rio de Janeiro após tentar impedir a dispersão de uma festa que acontecia em Santa Teresa, na região central da capital fluminense. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, a detenção foi efetuada por bombeiros da própria corporação devido à "conduta disciplinar inadequada do oficial". O nome dele não foi divulgado.

Imagens exibidas pela TV Globo mostram que a festa teve aglomeração. Os frequentadores não utilizaram máscara e nem mantiveram o distanciamento social. Segundo o Corpo de Bombeiros, o oficial foi encaminhado para o quartel central, onde vai permanecer até ser apresentado à Justiça Militar.

Além disso, um procedimento interno foi instaurado para apurar as circunstâncias do caso. Em nota, o Corpo de Bombeiros ressaltou que "repudia veementemente todo e qualquer ato que transgrida os preceitos da ordem e da disciplina".

Esta não foi a única festa a acontecer entre a noite de ontem e a madrugada de hoje no Rio de Janeiro, apesar da pandemia do coronavírus. Nas praias de Ipanema, outra festa lotou as areias e causou aglomeração. Os participantes também não usaram máscaras e nem respeitaram o distanciamento.

Nas redes sociais, internautas compartilharam vídeos e imagens da festa, que aconteceu na altura do posto 9, e o termo Ipanema chegou aos trending topics do Twitter no Brasil. Segundo a TV Globo, policiais militares foram ao local para tentar dispersar as pessoas da areia, mas os frequentadores apenas se deslocaram até o calçadão.

Nesta quarta (30), o estado do Rio de Janeiro registrou mais 224 mortes e 2.114 casos da covid-19. Ao todo, já foram registrados 25.303 óbitos e 428.373 casos no estado.

Cotidiano