PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Ex-prefeito de Teresina é enterrado com homenagens em cerimônia reservada

Ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho foi enterrado em cerimônia reservada e com honras de Estado - Divulgação
Ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho foi enterrado em cerimônia reservada e com honras de Estado Imagem: Divulgação

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

07/04/2021 23h16

O corpo do ex-prefeito de Teresina, Firmino da Silveira Soares Filho, foi enterrado em uma cerimônia reservada e com honras de Estado, no final da tarde de hoje no cemitério Recanto da Saudade, localizado na BR-343, na capital do Piauí. Um policial da banda da Polícia Militar tocou uma corneta, e pipas (símbolos da sua administração) e balões brancos foram soltos no céu em homenagem ao político.

Firmino Filho tinha 57 anos e foi encontrado morto na tarde de ontem, caído de bruços na calçada do edifício empresarial Manhattan Tower, localizado na avenida Senador Arêa Leão, bairro de São Cristóvão, na zona leste de Teresina. Ele caiu do 14º andar da edificação, onde funcionam salas do TCU (Tribunal de Contas da União). A Polícia Civil informou que investiga as circunstâncias da queda e morte do ex-prefeito.

O economista era servidor do TCU e voltou ao cargo depois que deixou a prefeitura de Teresina no término do seu mandato de reeleição, em dezembro do ano passado.

Firmino Filho foi prefeito de Teresina por quatro vezes, sendo as duas últimas vezes em mandato seguido de reeleição. Ele deixa esposa, a deputada estadual Lucy Soares (PP), e três filhos. Firmino era filiado ao PSDB.

Honras e homenagens

O caixão com o corpo do ex-prefeito de Teresina percorreu as quatro zonas da capital, em um carro do Corpo de Bombeiros Militar, durante a manhã de hoje, para que a população pudesse se despedir do político. Várias pessoas jogavam flores e soltavam balões enquanto o cortejo passava. O caixão estava coberto por uma bandeira de Teresina e uma pipa. O cortejo até o cemitério foi acompanhado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), Guarda Municipal e Polícia Militar, além de centenas de pessoas usando motocicletas e carros.

O caixão chegou ao cemitério por volta das 14h, onde foram realizadas duas celebrações religiosas de corpo presente, às 15h e às 16h. A cerimônia foi restrita a familiares, amigos e políticos, para não causar aglomeração devido à pandemia do novo coronavírus. O corpo de Firmino foi enterrado no jazigo da família, onde está enterrada a mãe dele, Lindalma Soares.

A mulher de Firmino Filho, a deputada estadual Lucy Soares, falou com a imprensa na porta do cemitério. Emocionada, ela contou que nos últimos meses Firmino estava triste com as milhares de mortes causadas pela covid-19.

"Ele estava triste e pensativo. Comentava quando chegava em casa a tristeza em não poder ajudar as pessoas. Ele deu a vida, estudava sobre essa doença para poder atuar de forma correta, ajudando as pessoas, e assim foi feito com a população piauiense. Ele se comportou como um verdadeiro governador, abraçou o estado todo", disse Lucy.

"Vou defender seu legado trabalhando, como ele sempre fez. Levantando cedo, arregaçando as mangas, gastando a sola do sapato e conversando com a população. Foi isso que aprendi com ele e vou continuar lutando por essas pessoas", completou a viúva.

Calado no trabalho

Logo após a morte de Firmino, colegas de trabalho de Firmino relataram que ele chegou ao trabalho calado e aparentando estar triste. Segundo os relatos obtidos pelo UOL, na última segunda-feira (5), ele pediu ajuda a um colega para dar entrada em uma licença médica no sistema do TCU, mas não informou a causa do afastamento.

Funcionários da recepção do edifício foram os primeiros a ver o corpo do ex-prefeito caído na calçada e acionaram a Polícia Militar. Logo depois, peritos do Instituto de Criminalística e policiais do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) chegaram ao local para realizar os primeiros levantamentos sobre o caso. A polícia investiga se o ex-prefeito de Teresina se suicidou.

A sala de reuniões do TCU, onde Firmino Filho supostamente estava antes de cair do prédio, foi periciada e os peritos encontraram o telefone celular e os sapatos do ex-prefeito — o material foi recolhido. Os peritos realizaram medições de uma janela e do local onde o corpo foi encontrado caído. O resultado do laudo da necropsia do corpo de Firmino Filho deverá sair em até dez dias.

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda especializada no CVV (Centro de Valorização à Vida) e nos CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia, inclusive aos feriados, pelo telefone 188 (ligação gratuita), e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil

Prefeito por quatro vezes

Firmino da Silveira Soares Filho se formou em economia pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Foi eleito prefeito de Teresina pela primeira vez em 1996. Foi reeleito em 2000, ficando por oito anos seguidos na administração municipal. Em 2006, ele tentou se eleger governador do Piauí, mas perdeu. Em 2008, ele foi eleito vereador de Teresina, mas não exerceu o mandato, pois foi nomeado presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

Em 2011 e 2012 ele foi deputado estadual no Piauí, mas deixou o cargo ao se eleger prefeito de Teresina. Ele ficou no cargo novamente por oito anos, entre 2013 a 2020, sendo reeleito em 2016. Na eleição municipal passada, Firmino Filho apoiou o candidato Kleber Montezuma (PSDB), que foi seu secretário de Educação. Montezuma foi derrotado por Dr. Pessoa (MDB).

Cotidiano