PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mococa (SP) tem madrugada de violência com ataque a agências bancárias

Do UOL, em São Paulo

07/04/2021 06h05Atualizada em 07/04/2021 13h13

Criminosos fortemente armados atacaram agências bancárias em Mococa (SP) na madrugada de hoje. Moradores do município, próximo da divisa de Minas Gerais, foram acordados com os barulhos dos tiros. Segundo o prefeito da cidade, Eduardo Barison (PSD), um guarda municipal ficou ferido. Ninguém foi preso até o momento.

Em imagens compartilhadas nas redes sociais é possível ouvir os tiros, ver pessoas com armas pesadas e vários projéteis que ficaram pelas calçadas.

De acordo com o prefeito, o grupo atacou ao menos três agências bancárias: Caixa Econômica Federal, Banco Mercantil e Santander.

O Banco Mercantil do Brasil informou que o alvo dos criminosos foi uma agência de outro banco que fica ao lado. "A instituição afirma que nada foi levado da agência e que a mesma se encontra sem condições de atender os clientes no momento devido à queda do sistema", diz a nota.

O Santander confirmou a tentativa de furto na agência e disse estar colaborando com as investigações. A Caixa Econômica Federal disse que informações sobre crimes em suas agências são repassadas exclusivamente às autoridades policiais e que coopera com as investigações. "Neste momento, o banco avalia os danos sofridos pela Agência Cidade de Mococa para, posteriormente, definir a data de reabertura da unidade", diz um trecho da nota.

'Acordamos com estampidos dos tiros'

Em entrevista ao "Bom Dia São Paulo", da TV Globo, o prefeito da cidade afirmou que os criminosos usaram carros importados e blindados na ação e fugiram em direção ao sul de Minas Gerais.

"Acordamos com os estampidos dos tiros, foram muitos estouros, barulhos de bombas", relatou ele.

A cidade de Mococa tem cerca de 70 mil habitantes e, segundo o prefeito, possui "PMs excelentes, mas um efetivo muito pequeno". Ao tomar conhecimento da ação, o prefeito contatou o capitão da PM, Carlos Roberto Negrini em busca de auxílio.

"Liguei no 190, vieram policiais da região toda, de Ribeirão Preto, de Piracicaba. Mas até eles (os policiais) chegarem aqui, eles (os ladrões) realizaram o roubo e saíram sem ter nenhuma troca de tiro com a polícia", afirmou em entrevista à GloboNews na manhã de hoje.

O prefeito pediu ainda que os moradores fiquem em casa até que as autoridades policiais digam que a cidade está em segurança. "A gente não sabe se tem explosivos jogados pelas ruas, se existem questões dessa natureza, e que nos preocupam muito", disse.

Um guarda ferido

Segundo Barison, o único ferido é um guarda municipal que fazia a segurança de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), que fica ao lado do batalhão da PM (Polícia Militar), alvo de tiros dos criminosos. O segurança foi atingido na cabeça por estilhaços.

"Ele está bem, fui na madrugada visitá-lo no Pronto Atendimento, ele está com um corte na cabeça, além da sutura, ele teve uma crise hipertensiva, que é justificável diante da situação que ele viveu.", disse.

O prefeito afirmou ainda que a UPA estava vazia porque, após um vendaval que atingiu o local na semana passada, a Unidade precisou ser esvaziada para reformas.

PESSOAS DE MOCOCA ATENÇÃO!! ESTÁ TENDO UM TIROTEIO PESADO ENTÃO POR FAVOR FIQUEM EM CASA E NÃO SAIAM NA RUA POR NADA!!!#Mococa pic.twitter.com/1d8NU1Wj8Y

Cotidiano