PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Líder comunitária é morta a tiros em Curitiba; polícia investiga

A líder comunitária Fabíola do Rocio Rebouças, que morreu após ser atingida por seis tiros em Curitiba - Arquivo pessoal
A líder comunitária Fabíola do Rocio Rebouças, que morreu após ser atingida por seis tiros em Curitiba Imagem: Arquivo pessoal

Lorena Pelanda

Colaboração para o UOL, de Curitiba

29/04/2021 11h36

A líder comunitária Fabíola do Rocio Rebouças, 41, morreu após ser atingida por seis tiros em Curitiba (PR), na tarde e ontem. A mulher foi surpreendida por um atirador encapuzado quando preparava comida em uma cozinha comunitária do bairro Caximba. Ela morreu na hora.

Fabíola trabalhava em uma associação da região e era conhecida por realizar várias ações sociais na comunidade, principalmente com crianças.

A sobrinha dela, Rafaella Rebouças afirma que a tia atuava no bairro havia quase cinco anos.

Ela cuidava da associação dos moradores e todos os dias preparava almoço e janta para as pessoas que não tinham o que comer. Era um ser humano extraordinário. Ela amava muito aquele lugar e ajudou muito a comunidade.
Rafaella Rebouças, sobrinha de Fabíola

Por enquanto, a família não tem suspeita do que teria acontecido. "Não sei se ela recebia ameaças. Ela sempre dizia que estava bem, trabalhando muito e que não tinha tempo para nada", diz a sobrinha da vítima.
Trezentas pessoas eram beneficiadas todos os dias com as ações realizadas por ela.

A Polícia Civil do Paraná investiga o caso, mas não descarta a possibilidade de que o assassinado possa estar ligado a uma reintegração de posse realizada no bairro nos últimos dias.

O delegado responsável pelo caso, Victor Menezes, afirma que, até agora, nenhum suspeito foi identificado e preso. "Por enquanto, não temos suspeita da motivação do crime. A investigação ainda está muito no início. O que sabemos é que o suspeito chegou encapuzado no local e em uma moto", explicou.

A líder comunitária tinha completado 41 anos na última segunda-feira.

Cotidiano