PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

PB: Motorista de app filma PM atirando em seu carro enquanto foge de briga

Ed Rodrigues

Colaboração para o UOL

06/05/2021 12h21

Um policial militar da reserva disparou vários tiros contra um motorista de aplicativo após discussão de trânsito. O caso ocorreu ontem na Paraíba e foi registrado pela vítima. O PM foi denunciado por tentativa de homicídio e aguarda audiência de custódia.

O vídeo que flagrou a agressão circula pelas redes sociais. Na gravação, é possível ver o carro branco do agressor manobrando em uma rua do bairro da Mangabeira, em João Pessoa.

A vítima conta no vídeo que o PM o ameaçou e mostrou a arma para intimidá-lo após ter colidido contra seu veículo.

carro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Marcas de tiros permaneceram em carro de motorista na PB
Imagem: Arquivo pessoal

No entanto, em um determinado momento, a vítima engata uma ré e tiros são ouvidos.

"Ele atirou em mim. Atirou em mim. Meu Deus", diz o motorista de aplicativo na gravação.

O condutor foi ferido de raspão e passa bem. Por medo de represália, ele preferiu não se identificar e nem dar entrevista. Disse apenas que espera justiça.

O UOL procurou o comando da Polícia Militar da Paraíba. O coronel Severino do Ramo Gerônimo, corregedor auxiliar da corporação, disse que o militar da reserva está detido.

"O sargento que aparece nas imagens está preso no 1º Batalhão. O policial foi autuado pela Polícia Civil por tentativa de homicídio. A PM também vai instaurar um procedimento disciplinar", disse.

"Ele se apresentou na delegacia. A corregedoria e o 5? Batalhão acompanharam a oitiva. Foi autuado e flagrante e já conduzido ao batalhão onde se encontra", contou.

O coronel acrescentou que haverá investigação interna para apurar os fatos.

Se necessário, poderá ser instaurada uma sindicância para identificar possíveis responsabilidades. O militar não teve a identidade divulgada.

A Associação dos Motoristas de Aplicativos da Paraíba também foi procurada. No entanto, a entidade não se pronunciou até a publicação desta matéria.

Tradutor: Vídeo: PM atira

Cotidiano