PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Moradores registram mais aranhas 'gigantes' em bairro nobre de BH

Rafael Abreu postou foto de aranha gigante escalando parede de seu banheiro, semelhante à registrada na última semana  - Reprodução/Rafael Abreu
Rafael Abreu postou foto de aranha gigante escalando parede de seu banheiro, semelhante à registrada na última semana Imagem: Reprodução/Rafael Abreu

Rodrigo Scapolatempore

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

10/05/2021 16h10Atualizada em 10/05/2021 16h10

Moradores do bairro Buritis, em Belo Horizonte, registraram novas aparições de aranhas "gigantes" neste final de semana.

Após uma primeira condômina relatar a "invasão" do aracnídeo, que ficou pendurado em uma parede de seu apartamento, outras pessoas também decidiram compartilhar fotos dos intrusos nas redes sociais, se mostrando ainda mais assustados com a situação, em uma área bastante urbanizada da capital mineira.

No primeiro registro, postado no final da semana passada, foi apontada a semelhança da aranha, de cerca de 15 centímetros, com uma armadeira, espécie peçonhenta e com uma picada dolorosa, capaz de causar desmaio, confusão mental, vômitos ou taquicardia.

"É verdade mesmo, gente. Ontem, recebi mensagem falando das aranhas no Buritis. Fiquei em pânico. Hoje, ao sair para trabalhar, dei de cara com essa aí. Estava morta, mas quase morri de medo", contou Heloisa Mello, uma das moradoras que fotografou o animal.

Já Rodrigo Jardim detalhou ter encontrado uma aranha com tamanho semelhante à da armadeira na semana passada, em uma área privativa de sua casa.

rodrigo jardim aranha - Reprodução/Rodrigo Jardim  - Reprodução/Rodrigo Jardim
Rodrigo Jardim registrou uma aranha, que segundo ele tinha tamanho semelhante à da armadeira, na área privativa de casa
Imagem: Reprodução/Rodrigo Jardim

"Realmente são bem grandes! Quando achei já estava morta, disseram que os gatos que mataram", afirmou.

Rafael Abreu também postou a foto de uma aranha escalando a parede, parecida com a que viralizou semana passada. "Olha a visitinha que recebi no banheiro ontem", brincou.

Já o morador Leandro Ribeiro aproveitou para fazer um alerta depois de encontrar exemplares da armadeira enquanto fazia serviços de dedetização.

"No Buritis tenho encontrado muitas aranhas nos últimos dias. Fiquem bem atentos com a limpeza", completou.

Relato de captura

O casal Eduardo e Renata Barros, que tem dois filhos pequenos, relatou que, após encontrarem uma das aranhas gigantes dentro de casa, chamaram os bombeiros, que disseram não poder atender ao chamado na mesma hora.

"Então falamos com um biólogo e meu irmão, que é policial. Eles nos instruíram a manter distância e vestir roupas compridas e botas antes da captura para evitar picadas, além de usar bastante inseticida. Deu certo!", contou Renata.

Apesar de bastante urbanizado, o bairro Buritis fica cercado por matas e obras, já que é relativamente novo na cidade. No grupo das redes sociais, boa parte dos moradores atribuiu a situação ao excesso de construções que "agridem" as matas e obrigam os animais a procurarem outros abrigos.

Prefeitura monitora 'invasão'

O UOL procurou a Prefeitura de Belo Horizonte para saber de possíveis ações contra o problema. Por meio de nota, a Administração confirmou que a Gerência de Zoonoses Oeste recebeu, no dia 6 de maio, um pedido de vistoria no Buritis, em função do aparecimento de uma aranha, e já realizou visita técnica.

"A referência técnica realizou uma vistoria no imóvel, mas o animal já não estava no local. A equipe repassou as orientações e cuidados para evitar o acesso de aranhas e outros animais peçonhentos no imóvel, além de orientações caso ocorra algum acidente".

Novas aparições

Questionada sobre as novas aparições, a administração do município disse ainda não ter sido notificada.

"Não há notificações recentes na Gerência de Zoonoses Oeste de acidentes por animais peçonhentos e nem outras solicitações ou relatos de aparecimentos de aranhas na região".

A Prefeitura alertou, ainda, que "sendo possível a captura do exemplar (vivo ou morto), o morador deve tomar os devidos cuidados para se evitar o acidente: colocar o exemplar em um recipiente com tampa e acionar as equipes de zoonoses para o recolhimento".

Perigo e espécie

A picada da armadeira, por conta do veneno neurotóxico, pode causar intensa dor e levar a quadros de desmaio, vômito ou taquicardia.

Pertencente ao gênero Phoneutria, a envergadura deste aracnídeo pode atingir até 20 centímetros. O nome vem da posição de ataque. Sob ameaça, as patas dianteiras ficam "armadas".

Cotidiano