PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

Redemoinho gigante assusta moradores de povoado no interior de GO; assista

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL

01/06/2021 13h40Atualizada em 01/06/2021 13h40

Moradores do povoado Brejo Bonito, em Bom Jesus de Goiás, na região sul do estado, se assustaram ontem com um redemoinho gigante que passou pelo local e chamou a atenção da população.

O fenômeno ocorreu ontem por volta das 13 horas e foi filmado por locais, que se mostraram surpresos com a altura atingida pelo fenômeno, que tinha em torno de 30 metros.

Apesar do susto, não houve relato de danos a casas ou feridos com o redemoinho. Apenas um cabo de energia se rompeu.

Como se formam os redemoinhos

Segundo o meteorologista e professor do Instituto de Ciências Atmosféricas da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), Humberto Barbosa, redemoinhos são fenômenos comuns em áreas secas e quentes, mas é difícil atingirem o tamanho desse visto em Goiás.

"Esse foi bastante significativo porque ele conectou com a nuvem —normalmente eles não se conectam", afirmou ao UOL. "Os redemoinhos são ventos em forma de espiral, formados pela convecção."

Essa convecção, explica Barbosa, "é uma força, basicamente, que atua como se estivesse sugando o ar que está próximo da superfície: ele vai fazendo esse espiral em forma de sucção, puxando esse ar debaixo para cima, em uma forma vertical, principalmente dias quentes e sem ventos."

Por conta dessa característica, os redemoinhos são mais comuns na região semiárida do Nordeste.

Ainda de acordo com Barbosa, apesar da semelhança visual, não há comparação de redemoinhos com tornados, ainda que testemunhas utilizaram esse termo para explicar o episódio de Goiás.

"Redemoinho é um fenômeno com ventos giratórios, nesse ponto semelhante aos tornados; mas só se assemelham nisso. Os tornados são ventos muito mais rápidos, com centenas de metros de tamanho e com origem a partir de correntes descendentes", afirma.

"O fluxo do redemoinho é de baixa intensidade dos ventos, tanto que as pessoas conseguiram fazer um vídeo próximo. Na condição de um tornado seria impossível tal proximidade sem causar nenhum dano", finaliza.

Cotidiano