PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

Colisão entre ônibus e caminhão causa morte de quatro pessoas em RO

Registros do acidente foram compartilhados nas redes sociais - Reprodução/Facebook
Registros do acidente foram compartilhados nas redes sociais Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

14/07/2021 06h36Atualizada em 14/07/2021 09h38

Quatro pessoas morreram e 16 ficaram feridas em um acidente em Itapuã do Oeste, na BR-364, a 100km de Porto Velho, na tarde de ontem. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), um caminhão-tanque e um ônibus colidiram em um trecho de linha reta. Houve uma explosão e os dois veículos pegaram fogo.

O ônibus pertencia à prefeitura de Buritis. De acordo com a PRF, a lista de passageiros do veículo contava com 22 nomes, porém, apenas 15 pessoas embarcaram, totalizando 16 tripulantes (com o motorista).

O ônibus transportava pacientes que iriam para receber atendimento no Hospital Santa Marcelina, em Candeias do Jamari, alguns deles com acompanhantes.

Os feridos no acidente foram levados para Porto Velho, entre eles estavam duas crianças, uma de um ano e outra de cinco anos de idade. O motorista do caminhão não se feriu e já foi ouvido pelas autoridades.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou "que será dado todo o suporte necessário para o traslado de volta a Buritis para os pacientes e acompanhantes envolvidos no acidente, bem como o traslado de pessoas que foram a óbito".

Das quatro vítimas fatais, três eram mulheres. Já foram identificadas Naate Vieira Gonçalves, Olga Schütz Cruz e Elcio Ferreira Jordão, que era o motorista do ônibus.

A Câmara de Vereadores de Buritis divulgou nota de pesar pelo falecimento do servidor e dos moradores de Buritis e decretou luto oficial de três dias.

"É com pesar nas palavras que o Presidente da Câmara Municipal de Buritis, manifesta os mais sinceros sentimentos às famílias, ciente que em nada amenizará o sofrimento desta e espera que a misericórdia divina conforte a todos".

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

Cotidiano