PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Golpista é enganado pela vítima e coloca crédito no celular dela, na Bahia

A fotógrafa Érica Soledade, em entrevista à TV Bahia - Reprodução/TV Bahia
A fotógrafa Érica Soledade, em entrevista à TV Bahia Imagem: Reprodução/TV Bahia

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/07/2021 12h46

Um golpista foi enganado e acabou colocando crédito no valor de R$ 20 no celular da vítima, em Salvador (BA). A fotógrafa Érica Soledade já foi alvo de dois golpes por WhatsApp e, desta vez, tentou contragolpear o criminoso na ocasião.

Érica estava em casa quando recebeu a mensagem de um número desconhecido com a foto do filho no perfil da conversa. Como o veterinário Lucas Soledade estava com a mãe no momento, ela rapidamente percebeu que se tratava de um golpe, segundo contou à TV Bahia, afiliada da Globo.

"Já passei por outras tentativas de golpe, eu fiquei em pânico. Eles começam a usar seus dados pessoais, te deixando muito vulnerável, falam nome de pai, de pai, endereço antigo, atual. Percebi que você é capaz de fazer o que eles quiserem", afirmou Érica, sobre as tentativas de golpes anteriores.

Já acostumada com esse tipo de abordagem, Érica decidiu tentar extorquir o criminoso. "Agora vamos virar essa história. Vamos dar assunto e tentar alimentar e pedir dinheiro para ele", contou ela.

A princípio, o golpista pediu o valor de R$ 2.350 tentando se passar por Lucas. Érica, porém, disse que estava sem dados móveis e precisava colocar crédito no celular para transferir o valor. Prontamente o golpista realizou a recarga e teve o número bloqueado em seguida.

"A gente começou a interagir com ele para ganhar confiança e aí, ludibriado com essa história, ele decidiu mandar o dinheiro para obter o lucro", disse o veterinário.

À TV Bahia, a Secretaria de Segurança Pública do Estado informou que o número de golpes virtuais saltou nesse ano. Em 2020, só em Salvador foram registrados 11 golpes. Um ano depois 66 ocorrências foram reclamadas.

Se a modalidade de golpe for ampliada para cidades do interior baiano, nota-se que em 2020 foram denunciados 44 golpes, e em 2021 foram 184 casos.

O especialista em tecnologia Arthur Igreja disse à emissora como a vítima deve se comportar diante destes casos.

"Mande mais mensagens, tente validar, e principalmente peça um áudio. Você vai ver que o golpista não vai mandar. A partir daí a solução é indicar esse golpe para o Whatsapp pelo e-mail suporte@whatsapp.com e também registrar um boletim de ocorrência", disse Igreja.

Cotidiano