PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

MP denuncia jovem suspeita de arremessar bebê pela janela de ônibus no RS

Bebê foi arremessada de ônibus em Panambi, no Rio Grande do Sul - Reprodução
Bebê foi arremessada de ônibus em Panambi, no Rio Grande do Sul Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

21/07/2021 14h07

O MP-RS (Ministério Público do Rio Grande do Sul) denunciou a jovem de 20 anos suspeita de arremessar a filha recém-nascida pela janela de um ônibus em Panambi, o Rio Grande do Sul. Ela deve responder por tentativa de homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima).

O caso aconteceu no dia 30 de junho. A acusada arremessou a criança pela janela de um ônibus que saiu da estação rodoviária de Porto Alegre às 21h30 com destino a São Nicolau. A criança foi encontrada na Avenida Presidente Kennedy por uma equipe da BM (Brigada Militar) que passava pelo local. A bebê estava sem roupa e ainda com o cordão umbilical.

"O homicídio não se concretizou em razão do socorro prestado por policiais militares que foram acionados por pessoas que trafegavam pelo local. Os policiais levaram a bebê, que teve hematomas, escoriações e fissuras cerebrais, além de fratura da região parietal no crânio, para o hospital de Panambi. De lá, foi transferida para o município de Santa Rosa, onde foi internada em um leito de UTI neonatal", descreve o promotor Fernando Freitas Consul.

De acordo com a investigação, a jovem fez o próprio parto no banheiro do ônibus. A jovem está presa preventivamente por decisão do Juízo da 1ª Vara da Comarca de Panambi.

Segundo a denúncia do MP, o crime se enquadra nas qualificadoras de motivo fútil, pois a denunciada pretendia ocultar da família e de todos a existência da filha, porque reputava não reunir condições financeiras para criá-la), meio cruel e mediante recurso que impossibilitou a defesa da ofendida, já que, em razão da idade, em seus primeiros minutos de vida, não poderia esboçar qualquer resistência.

Cotidiano