PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Santa Catarina vai de 30ºC a chance de neve em dois dias, aponta previsão

Gramado coberto por gelo na região da Serra do Rio Rastro, no sul de Santa Catarina, em 2020  - Guilherme Hahn/iShoot/Estadão Conteúdo
Gramado coberto por gelo na região da Serra do Rio Rastro, no sul de Santa Catarina, em 2020 Imagem: Guilherme Hahn/iShoot/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

25/07/2021 10h05Atualizada em 25/07/2021 15h19

Santa Catarina deve enfrentar uma oscilação brusca de temperatura na próxima semana, com os termômetros despencando da casa dos 30ºC para uma medição que cria chances de neve.

As previsões foram feitas pelo Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (CIRAM), responsável por avisos meteorológicos no estado. Segundo o órgão, hoje e amanhã a onda de calor permanece forte no território catarinense. Mas, em um intervalo de apenas dois dias, o declínio deve ser brusco, viabilizando os flocos de neve.

A frente fria chega a Santa Catarina na terça-feira (27), atingindo primeiro a divisa com o Rio Grande do Sul e avançando para outras regiões ao longo do dia, ficando mais forte já à noite.

Na quarta (28), a chuva deve atingir o norte do estado, enquanto a temperatura baixa favorece precipitação de neve e chuva congelada no Planalto Sul e Meio Oeste, que inclui cidades como Catanduvas, Água Doce e Campos Novos.

A previsão continua a mesma para quinta-feira (29), com a temperatura máxima não ultrapassando os 20ºC no estado inteiro.

Brasil pode ter sensação de -25ºC

Uma massa de ar frio intensa pode causar a temperatura mais baixa do século no Brasil. Nos locais mais extremos da região Sul, a sensação térmica pode chegar a -25°C, com alta probabilidade de neve, segundo a MetSul Meteorologia.

Os estudos divulgados pela empresa de meteorologia ainda são preliminares e devem ser confirmados neste final de semana ou na segunda-feira (26). A massa de origem polar intensa deve começar entre terça e quarta-feira da próxima semana e se estender até o final da semana.

Segundo modelos numéricos analisados pela MetSul, a temperatura será inferior às do final de junho e início de julho desse ano.

Os meteorologistas dizem que um fenômeno assim foi registrado em julho de 2000 e de 2007. Regiões com altitude acima de 1.800 m, como o Morro da Igreja (SC), devem ter sensação térmica entre -20°C e -25°C.

Já o Rio Grande do Sul deve experimentar até -20°C de sensação térmica, com a mínima nos termômetros de até -5°C.

Se o estudo for confirmado no final de semana, cidades de São Paulo e de Mato Grosso do Sul podem ter geadas, com sensação térmica de 0 °C.

A probabilidade de nevar em áreas de maior altitude também é grande, segundo o MetSul. Mas as projeções ainda podem sofrer alterações, podendo variar negativa ou positivamente em relação aos termômetros.

Inmet e Climatempo não detalharam as sensações térmicas, como feito pela MetSul Meteorologia.

Cotidiano