PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Piracicaba: Caixa-preta de avião é resgatada; família será enterrada hoje

Do UOL, em São Paulo

15/09/2021 11h41

A caixa preta da aeronave King Air B200, de prefixo PS-CSM, que caiu ontem de manhã em Piracicaba, com sete ocupantes, está entre os destroços recolhidos do local do acidente pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Na queda, morreram piloto, copiloto e a família do agropecuarista Celso Silveira de Mello Filho, de 73 anos - além dele, esposa e os três filhos também estavam no avião. A família estaria viajando do interior paulista para o Pará, onde Celso possui fazendas.

O avião modelo King Air B250, ano 2019, prefixo PS - CSM, decolou do Aeroporto Municipal Pedro Morganti de Piracicaba e, cerca de 15 segundos depois, por volta das 8h40, caiu em uma área no bairro Santa Rosa, ao lado do Parque Tecnológico. A caixa preta é essencial para ajudar a esclarecer as causas do acidente.

Investigadores do Cenipa estiveram no local tirando fotos e retirando partes da aeronave para análise. As próximas etapas da investigação incluem ouvir o depoimento de testemunhas e reunir documentos sobre a aeronave. Em nota, o órgão afirmou que "não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência".

Segundo a Secretaria Pública de Segurança, a Polícia Civil vai investigar o caso por meio do 4º Distrito Policial. Foram requisitadas perícias ao Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Médico Legal (IML).

Velório e enterro em Piracicaba

Hoje pela manhã teve início o velório de Celso, da esposa Maria Luiza Meneghel, de 71 anos, e dos três filhos do casal, os gêmeos Celso e Fernando (46 anos) e Camila (48). De acordo com a prefeitura de Piracicaba, os sepultamentos devem ocorrer à tarde, no Cemitério da Saudade.

O prefeito Luciano Almeida (DEM) decretou luto oficial de três dias no município. "Lamento profundamente e presto minha solidariedade aos familiares e amigos das vítimas. Ficamos consternados com o acidente e, por isso, decretamos luto oficial no município como forma de prestar nossa homenagem neste momento tão difícil", disse Luciano em um comunicado.

Celso é de uma das mais tradicionais famílias do ramo do açúcar e álcool do país. Ele era dono da CSM Agropecuária LTDA e acionista do grupo Cosan - uma das maiores produtoras de álcool e açúcar do Brasil e responsável pelas empresas Raízen, Moove, Comgás e Rumo - que tem seu irmão, Rubens Ometto Silveira Mello, como presidente do Conselho de Administração.

Cotidiano