PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Chacina em festa 'paredão' foi resultado de briga entre facções em Salvador

Polícia investiga possíveis atiradores envolvidos em ocorrência - Haeckel Dias/PCBA
Polícia investiga possíveis atiradores envolvidos em ocorrência Imagem: Haeckel Dias/PCBA

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

13/10/2021 18h35

A chacina que vitimou seis pessoas e feriu outras 12 durante uma festa 'paredão' realizada em Salvador, na madrugada de hoje, foi motivada por briga entre grupos rivais. Segundo a Polícia Civil da Bahia, um homem que participava da festa, alvo dos criminosos, foi baleado e morto, e os colegas dele acabaram revidando, dando início ao tiroteio. O incidente acabou ferindo e vitimando não apenas integrantes dos dois grupos, mas inocentes que estavam na rua, na travessa Oito de Dezembro, no bairro do Uruguai.

Até agora, foram registradas 18 vítimas, sendo 12 baleados e seis mortos, mas a diretora do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), delegada Andréa Ribeiro, acredita que existam outras pessoas que não procuraram o serviço de saúde ou que receberam alta antes de a polícia ser informada.

O alvo dos criminosos trata-se de Deivison da Conceição Santos Santana, conhecido pelo apelido de Binho, que morreu alvejado por tiros. A informação foi passada por uma fonte do UOL; a polícia não confirma a identidade, ainda que ela já conste lista oficial de vítimas, divulgada na manhã de hoje. O homem tem passagem pela polícia pelos crimes de homicídio e roubo. Ainda não se sabe o que teria motivado a briga que levou ao assassinato dele.

Entre as demais cinco pessoas mortas, apenas uma ainda não teve identidade revelada, são elas: Adriane Oliveira Santos, Jailton Sales dos Santos, Terezinha Sales dos Santos e A.S.S, de 16 anos.

Duas pessoas que estão internadas em unidades de saúde de Salvador foram presas em flagrante ao serem apontadas como possíveis atiradores. Elas estão sob a custódia até receberem alta. Os nomes deles não foram informados em cumprimento à Lei de Abuso de Autoridade, segundo a Polícia Civil.

Ao todo, foram 18 feridos, sendo que seis vieram a óbito. É possível que tenhamos outros baleados que receberam socorro médico e receberam alta, ou ainda não procuraram o serviço de saúde. Por isso, diante da gravidade do caso, mais equipes estão envolvidas para darmos uma resposta célere. Como foi um caso envolvendo muitas vítimas, estamos separando o joio do trigo. Estamos na fase de identificar quem dos feridos era inocente e quem fazia parte do grupo criminoso
Delegada Andréa Ribeiro, chefe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa

As festas paredão ganharam esse nome por conta dos grandes equipamentos sonoros utilizados, formando uma espécie de "parede" de alto-falantes, normalmente em ambientes abertos.

Cotidiano