PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Chuva alaga casas e interdita rodovias no sul de Minas Gerais

BR-354 na altura de Pouso Alto (MG) foi interditada após queda de barreira  - Reprodução/Twitter/@PRF_MG
BR-354 na altura de Pouso Alto (MG) foi interditada após queda de barreira Imagem: Reprodução/Twitter/@PRF_MG

Do UOL, em São Paulo

06/01/2022 17h23Atualizada em 06/01/2022 19h19

As fortes chuvas que atingem Minas Gerais desde dezembro voltaram a causar estragos, especialmente no Sul do estado, inundando casas e interditando a rodovia que liga Minas ao Rio de Janeiro.

Alguns dos municípios mais afetados foram Pouso Alto e São Lourenço. O trecho da BR-354 que passa pelo município foi totalmente interditado na manhã de hoje após a queda de uma barreira que cobriu a pista de terra. A situação foi normalizada por volta das 14h20.

Além disso, o rio Ribeirão, que corta o município, transbordou após as chuvas da madrugada e uma tromba-d'água — espécie de redemoinho que se forma diante de uma grande quantidade de chuva em partes superiores de cachoeiras ou rios — "estourou" na estrada que liga Pouso Alto e a vizinha Caxambu.

Casas nos arredores foram alagadas e alguns muros caíram, mas não houve vítimas, segundo informações da Defesa Civil da cidade ao UOL.

O acesso para o Rio de Janeiro foi completamente desviado para a BR-040 e o acesso a São Paulo, para a Fernão Dias.

A reportagem aguarda retorno da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para saber a situação da via no momento.

Segundo informações da Defesa Civil do estado divulgadas há quatro dias, desde o início da temporada chuvosa em Minas pelo menos 13.117 pessoas ficaram desabrigadas e seis morreram.

O UOL pediu ao órgão os dados atualizados sobre o número de desalojados. Assim que houver retorno, a matéria será atualizada.

Cotidiano