PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
6 meses

MG registra novo foco de enchente e total de desalojados sobe para 13 mil

Ruas da cidade de Porteirinha, no norte de Minas Gerais, ficaram alagadas após fortes chuvas - Corpo de Bombeiros de Minas Gerais/Divulgação
Ruas da cidade de Porteirinha, no norte de Minas Gerais, ficaram alagadas após fortes chuvas Imagem: Corpo de Bombeiros de Minas Gerais/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/01/2022 11h57Atualizada em 02/01/2022 12h16

Subiu para 13.117 o número de desalojados em municípios de Minas Gerais, em função das fortes chuvas e alagamentos que ocorrem na região. De acordo com dados divulgados na manhã de hoje pela Defesa Civil, até ontem o total de desalojados era de 12.783. Já o número de mortos segue o mesmo entre ontem e hoje, com um total de seis óbitos.

Um novo foco de enchente foi registrado pela Defesa Civil ontem, na cidade de Três Corações, por volta das 15 horas. Os dados, no entanto, só foram divulgados hoje.

Nove residências localizadas na rua Dona Glorinha Paiva, no bairro Cinturão Verde, foram alagadas pela enxurrada. O nível da água subiu cerca de 60 centímetros, gerando danos materiais, afetando 23 pessoas.

Além de invadir as casas, a chuva causou a queda de uma parte do muro do cemitério municipal, desmoronamento de parte da rua Três cruzamento com a Rua Clóvis Neder no bairro Estância dos Reis.

Os moradores realizam a limpeza das residências atingidas e não necessitaram sair para abrigos ou casas de terceiros. Até o momento, não há relatos de outros danos.

Municípios em situação de emergência

Ao mesmo tempo em que municípios sofrem com alagamentos, outros 14 estão em situação de emergência vigente por conta da estiagem ou seca. Outros dois estão em estado de calamidade pública vigente em função do mesmo motivo.

As fortes chuvas que têm atingido Minas Gerais causaram mortes, estragos, e deixaram 124 municípios em situação de emergência. O levantamento é do governo do Estado.

Houve uma queda no número de municípios em situação de emergência em Minas Gerais. Até dia 30 de dezembro, 124 municípios tinham esse status. Agora, apenas 11 seguem em estado de emergência, enquanto outros dois estão em calamidade pública.

Cotidiano