PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Homem tem carro atingido em acidente, reage e mata motorista idosa no RJ

Acidente de trânsito ocorreu na RJ-106 em distrito do município de Cabo Frio, na Região dos Lagos do RJ - Reprodução/ Redes sociais
Acidente de trânsito ocorreu na RJ-106 em distrito do município de Cabo Frio, na Região dos Lagos do RJ Imagem: Reprodução/ Redes sociais

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

17/01/2022 18h00Atualizada em 17/01/2022 18h00

Uma idosa foi estrangulada e morta após um acidente de trânsito na RJ-106, a Rodovia Amaral Peixoto, na altura do bairro Florestinha, distrito do município de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Maria Augusta Baião, 68, perdeu o controle do veículo e bateu no carro de Rogério Oliveira da Silva, 33, que teria ido até o carro da mulher e, segundo testemunhas, a teria estrangulado.

De acordo com a Polícia Militar, após o crime, o suspeito foi agredido por populares e socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento de Tamoios por uma equipe do Corpo de Bombeiros. O acidente ocorreu ontem à noite. Outras duas pessoas ficaram feridas, mas passam bem.

"Todo mundo gritando, pedindo para ele parar e ele lá, no pescoço da mulher. Foi horrível, uma brutalidade absurda. No carro desse homem tinha um outro rapaz, falaram que seria irmão dele. Ele achou que o irmão estivesse morto e foi pra cima da mulher e a matou. O valentão só não morreu porque os Bombeiros chegaram", disse a testemunha Renata Martins, que estava no local.

foto 1 - Reprodução/ Facebook - Reprodução/ Facebook
Maria Augusta Baião tinha 68 anos
Imagem: Reprodução/ Facebook

O UOL conversou com uma outra testemunha. O agente de segurança Alex Ramos, que chegou a ajudar no socorro das outras duas vítimas.

"O carro desse homem estava com fumaça e corria risco de explodir, o carro da senhora ficou desgovernado; eu reduzi e me afastei. Quando ela bateu o retrovisor em outro veículo, eu já previa o pior. Ela então invadiu a pista contrária e colidiu de frente. Quando ele foi pro carro da mulher, muitas pessoas o seguraram; tentamos de todas as formas tirá-lo do pescoço dela, mas, quando conseguimos, já era tarde. Não sei falar se o cara estava alcoolizado", contou.

Após receber alta médica, Rogério foi preso por agentes da 126ª DP (Cabo Frio) e foi autuado por homicídio. Em depoimento, segundo a polícia, o homem confessou o crime e disse que, após o acidente, ficou "transtornado". Rogério teria relatado que quando a mulher abriu a porta do carro, ele ainda deu um soco no rosto dela.

Um familiar de Maria Baião não quis dar entrevista, mas informou à reportagem que a mulher não conhecia o suspeito.

O UOL tentou contato com a defesa de Rogério Oliveira da Silva, mas, até então, ela não havia sido constituída. Segundo a Polícia Civil, o homem já foi encaminhado para o Sistema Prisional do Rio de Janeiro.

Cotidiano