PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Perita contrata ex-colega para forjar atentado contra ela, diz polícia

Herculano Barreto Filho

Do UOL, em São Paulo

12/03/2022 20h02

Uma perita criminal é suspeita, segundo a Polícia Civil de Goiás, de contratar um ex-colega para forjar um atentado a tiros contra ela na última quinta-feira (10) em Caldas Novas, no interior do estado. De acordo com a investigação, o ataque fazia parte de um plano arquitetado pela própria servidora para forçar uma transferência a outro município.

Após ter sido baleada próximo ao ombro esquerdo, Kathia Mendes Magalhães, 40, gravou um vídeo. "Gente, apesar do que aconteceu, eu tô bem. [O tiro] não pegou em nada [em nenhum órgão] vital", disse, em mensagem obtida pelo UOL.

Na mensagem de 27 segundos, a perita tentou tranquilizar amigos e parentes.

"Tô fora de risco, tô estável. Vou fazer mais alguns exames. Agradeço demais a preocupação de todo mundo. Tô recebendo as mensagens, tá? Daqui a pouco, eu tô de volta com vocês", encerrou.

A perita criminal foi atingida por um disparo efetuado por um revólver calibre 32 quando estava na rodovia GO-213, na saída de Caldas Novas para Rio Quente.

Farsa descoberta em menos de 24 h

A Polícia Civil descobriu a suposta farsa menos de 24 horas após o crime ao identificar pessoas que disseram ter sido procuradas por Kathia há um mês com a proposta de participar do atentado.

Os investigadores então identificaram um ex-colega, que confessou ter atirado a pedido da própria perita, segundo a polícia.

O homem então informou à Polícia Civil ter usado a arma entregue por Kathia no dia do atentado. No dia seguinte, a depositou em um armário no local de trabalho da perita em Caldas Novas, com chaves fornecidas por ela. O revólver foi apreendido pelos investigadores para que seja periciado.

Em seguida, os agentes voltaram a ouvir a perita. Segundo eles, a perita confessou ter arquitetado o crime e forneceu detalhes sobre a ação. A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não fornece detalhes sobre os crimes pelos quais a perita e o seu ex-colega responderão.

O UOL não conseguiu localizar a perita para que ela pudesse apresentar a sua versão do caso.

Perita contou falsa versão de atentado

Na versão inicial, ela disse que estava retornando do supermercado para casa quando foi surpreendida por outro veículo de faróis apagados em uma área sem iluminação pública.

Ela disse ter freado e desviado do outro carro, que teria seguido em frente.

Em seguida, contou ter descido do veículo no acostamento para verificar se havia algum estrago na lataria quando relatou ter sido surpreendida por um atirador, que teria desembarcado da garupa de uma moto para disparar contra ela.

Cotidiano