PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

PF faz reconstituição do assassinato de Dom e Bruno na Amazônia

Perícia constatou que Pelado e Jefferson alteraram local do crime para conseguir ocultar os corpos de Bruno e Dom - Reprodução/Record TV
Perícia constatou que Pelado e Jefferson alteraram local do crime para conseguir ocultar os corpos de Bruno e Dom Imagem: Reprodução/Record TV

Eduardo Militão

Do UOL, em Brasília

29/06/2022 16h35Atualizada em 29/06/2022 16h36

A Polícia Federal faz hoje (29) a reconstituição do assassinato do indigenista e servidor licenciado da Funai (Fundação Nacional do Índio) Bruno Araújo e do jornalista britânico Dom Phillips.

Agentes levaram dois suspeitos de participarem dos homicídios, o pescador Amarildo Oliveira da Costa, o "Pelado", e Jeferson da Silva Lima, o "Pelado da Dinha", ao local do crime, no Vale do Javari, no oeste do Amazonas.

Desde domingo, policiais passaram a organizar uma reconstituição do crime na região. Não se sabe se o trabalho terminará hoje ou levará mais alguns dias.

O objetivo é confrontar as versões apresentadas por Amarildo e Jeferson com o resultado das perícias nos corpos encontrados e outros vestígios. Um acusa o outro de ter dado o primeiro disparo contra as vítimas. Amarildo ainda afirmou que esquartejou e enterrou os corpos.

É preciso analisar o local exato de onde partiram os tiros, por exemplo, informou uma fonte ao UOL. Outras observações a serem feitas é a distância que os criminosos estavam do jornalista e do indigenista.

Cotidiano