PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Mulher é presa suspeita de dopar e roubar R$ 10 mil de homem via Pix no RJ

Luciana dos Santos da Conceição, que trabalhava como garota de programa, foi presa em casa - Divulgação/Polícia Civil
Luciana dos Santos da Conceição, que trabalhava como garota de programa, foi presa em casa Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

30/06/2022 09h30

Foi presa, na manhã de ontem, em Copacabana, na zona sul do Rio, uma mulher apontada pela Polícia Civil como garota de programa e suspeita de aplicar o golpe conhecido como "boa noite Cinderela" em um cliente. Ela teria roubado R$ 10 mil via Pix de um homem que atendeu e, posteriormente, tentou extorquir dinheiro da vítima.

Luciana dos Santos da Conceição foi presa em casa. Contra ela, foi cumprido um mandado de prisão preventiva.

De acordo com as investigações, conduzidas pelo delegado Felipe Santoro, titular da 13ª DP (Ipanema), a vítima é um homem — não foi identificado pela polícia — que relatou em depoimento ter conhecido a mulher no dia 5, por volta de 21h, enquanto andava pelas ruas de Copacabana. Ele e a mulher, que teria se apresentado como Vitória, seguiram para um motel em Botafogo, também na zona sul.

O golpe "Boa noite Cinderela'' ocorre quando uma pessoa é dopada por meio de uma substância, comumente adicionada a bebidas alcoólicas. Segundo o delegado, no local, a vítima relatou ter perdido os sentidos após ingerir uma cerveja.

No motel, contou a vítima, ela teria pedido uma cerveja e ido ao banheiro e que, neste momento, acredita que Luciana tenha colocado alguma substância na bebida. Após ingerir, o homem diz que ficou desacordado e só recuperou a consciência horas depois.

Ainda de acordo com o depoimento, ao acordar, a vítima seguiu para um hospital, onde foi medicado e se deu conta que havia sido vítima de um golpe. Vários Pix, que somaram R$ 10 mil, foram feitos e tinham a conta de Luciana como destino.

Ameaças e extorsão

O delegado explicou ao UOL que o próprio homem contestou as transações bancárias e conseguiu o bloqueio das contas da suspeita. Posteriormente, Luciana chegou a procurá-lo no trabalho e começou a extorqui-lo. Ela ameaçou colocar drogas no estabelecimento comercial da vítima, que também fica em Copacabana.

"Luciana imputou a ele essa responsabilidade [de bloqueio das contas] e começou a extorqui-lo para que ele desbloqueasse a conta dela, pois ela estava sem dinheiro", disse o delegado.

Santoro confirmou ainda que Luciana foi reconhecida pela vítima como autora dos fatos. Na delegacia, ela negou as acusações. Contra a suspeita, já havia uma anotação criminal de roubo e extorsão.

A mulher ainda passará por audiência de custódia. Ela será representada pela Defensoria Pública, segundo informação disponibilizada no site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O delegado Felipe Santoro faz um alerta sobre os riscos do golpe com o "Boa noite Cinderela":

As pessoas devem ficar alertas às abordagens de pessoas estranhas nas ruas e evitar se dirigirem a outros locais com desconhecidos. É preciso ficar atento à bebida que está ingerindo. Apesar de ser popularmente conhecido, ainda há criminosos aplicando esses golpes. É um crime grave que pode levar à morte dependendo da substância ministrada.

Cotidiano