Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Entregador agredido no Rio por ex-atleta ganha emprego de carteira assinada

Max Angelo dos Santos começou em seu novo emprego hoje - Divulgação
Max Angelo dos Santos começou em seu novo emprego hoje Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/04/2023 20h25Atualizada em 24/04/2023 21h28

O entregador Max Ângelo dos Santos, 36, foi contratado para trabalhar em uma empresa e teve a sua carteira assinada.

O que aconteceu:

Max Ângelo começou a trabalhar hoje na empresa de marketing Stage Digital. A informação foi confirmada pelo seu advogado, Joab Gama.

Ele vai trabalhar fazendo entregas e compras, além de atuar na parte de produção da empresa.

O entregador publicou uma foto nas redes sociais celebrando o primeiro dia de trabalho. Após a postagem, muitas pessoas comemoraram a notícia nos comentários da foto.

Uma vaquinha também foi criada para ajudar Max. A meta era arrecadar R$ 190 mil, mas já passa de R$ 255 mil.

No dia da agressão, Max estava no ponto de trabalho. Os aplicativos se tornaram a principal fonte de renda quando ele ficou desempregado,

Antes, trabalhava como porteiro e fazia as entregas somente nas horas vagas. Para pagar as contas, Max conta que pedalava no mínimo 12 horas por dia, podendo chegar a 16 ou 18 horas.

Max foi agredido pela ex-atleta Sandra Mathias Correia de Sá enquanto trabalhava na zona sul do Rio de Janeiro.

Sandra prestou depoimento no último dia 17 de abril. A ex-atleta disse que se sentia ameaçada pelos entregadores. Ela responde por lesão corporal e injúria simples.