Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Polícia investiga se pai teve intenção de deixar bebê que morreu no carro

Sede do Nucria, Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes, do Paraná - Reprodução/PCPR
Sede do Nucria, Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes, do Paraná Imagem: Reprodução/PCPR

Colaboração para o UOL

29/06/2023 16h09

A Polícia Civil do Paraná busca elementos que comprovem a ausência de intenção do homem que alega ter esquecido o filho de um 1 ano e 7 meses dentro do carro, em Curitiba (PR). O bebê foi encontrado morto na última terça-feira.

O que aconteceu

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o episódio, que pode levar o responsável a responder pelos crimes de abandono de incapaz, resultando em morte, ou por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Enquanto aguarda laudos complementares que podem ajudar a solucionar a causa da morte da criança e o esclarecimento do fato, a investigação trabalha com a hipótese de fatalidade. O homem responde em liberdade, já que não há indícios de maus-tratos.

Em depoimento à Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes), o homem afirmou que deixaria a criança na escola antes de se dirigir ao trabalho.

Ele justifica, no entanto, que, por conta do silêncio do bebê, não se deu conta que esqueceu de entregá-lo na escola. A criança ficou trancada no interior do veículo das 8h às 17h.

O pai encontrou o bebê com vida e tentou socorrê-lo, mas segundo o depoimento, o bebê morreu instantes depois de ser descoberto.