Conteúdo publicado há 5 meses

Mulher mata amante para evitar ser exposta e depois rouba R$ 35 mil em MS

Bruna Daniela de Oliveira, 31, foi presa por matar o amante, Valdomiro Pereira, 54, e afirmou que cometeu o crime para evitar que a relação entre eles fosse exposta, segundo a polícia. Ela também teria roubado R$ 35 mil da vítima após o crime, de acordo com as investigações. O caso ocorreu em Nova Andradina (MS) na noite da última segunda-feira (11).

O que aconteceu:

Bruna teria confessado o crime em depoimento à polícia. Ela contou que teria tido a ajuda de Alex José Alves, 22, que também foi preso por envolvimento no crime. Ele receberia R$ 10 mil pela morte do homem.

Valdomiro foi assassinado com três tiros na região do tórax. No momento do crime, ele estava na varanda de casa e o corpo foi encontrado horas depois.

Segundo a polícia, pelo menos R$ 35 mil foram transferidos da conta bancária do homem após o assassinato. As câmeras de segurança do imóvel de Valdomiro também foram arrancadas.

De acordo com a polícia, Bruna foi até a casa da vítima para tomar tereré, mas teria colocado calmante na bebida para evitar que ele conseguisse reagir. Após o medicamento fazer efeito, ela teria chamado Alex, que estava no pátio do imóvel à espera.

Ainda segundo os investigadores, a mulher também pegou uma arma do amante que estava dentro do carro e usou para matá-lo. Ela alegou que Valdomiro teria ameaçado expor o relacionamento entre eles para o marido dela.

Bruna e Alex foram presos e vão responder pelos crimes de homicídio e furto qualificado. O delegado do caso, Caio Bicalho, pediu a prisão preventiva dos dois, que aguardam audiência de custódia.

O UOL não conseguiu localizar as defesas deles. O espaço segue aberto para manifestação. A reportagem também procurou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para saber se os acusados poderão responder em liberdade, mas não obteve retorno. Se a resposta for enviada, esta matéria será atualizada.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora