Conteúdo publicado há 2 meses

Maceió em alerta máximo: cratera em mina pode chegar a 300 m de diâmetro

A largura máxima da cratera que pode ser aberta em um colapso de mina explorada pela petroquímica Braskem em Maceió é de 300 metros de diâmetro, informou a Defesa Civil de Alagoas.

O que aconteceu

A Defesa Civil de Maceió está em alerta máximo. A recomendação é de que a população não deve transitar na área que foi desocupada.

O "pior cenário" para um colapso projetado pelo órgão mostra uma cratera de 152 metros de raio.

Parte do colapso deve atingir Lagoa Mundaú, informou a Defesa Civil. Nenhum efeito ecológico imediato será sentido se isso ocorrer e a área está isolada.

A evacuação dos arredores da mina foi determinada pela velocidade de afundamento do solo na região, que hoje é de 50 centímetros por dia. A informação foi dada pelo Capitão Augusto, da Coordenação Estadual de Defesa Civil, à TV Gazeta.

Uma nova projeção de hora de colapso deve ser divulgada pela Defesa Civil em breve. A previsão inicial era que a mina colapsasse por volta das 6h de hoje, o que não ocorreu.

A população mais próxima do ponto iminente de colapso está a dois quilômetros de distância, informou o capitão. Ele considerou a área de evacuação "boa" para não oferecer risco à população.

Há possibilidade de um tremor de terra no momento do colapso, mas ele não deve afetar prédios estruturalmente saudáveis, disse o capitão.

O esperado é que [a mina] tenha um comportamento mais suave, porém, extrapolamos essa previsão por medida de segurança. O raio máximo para que ele atinja a superfície é de cinco vezes o raio da mina. Hoje ela está com 32 metros de raio, e o esperado é que ela chegue a 152 metros de raio.
Capitão Augusto, da Defesa Civil de Alagoas, à TV Gazeta

Continua após a publicidade
Defesa Civil de Maceió divulgou atualização do mapa de risco do afundamento dos bairros
Defesa Civil de Maceió divulgou atualização do mapa de risco do afundamento dos bairros Imagem: Divulgação/Defesa Civil de Maceió

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes