Conteúdo publicado há 2 meses

Mulher de chefe do tráfico do Pará é presa em quiosque na orla do Rio

Em uma operação conjunta, policiais civis do Pará e do Rio de Janeiro prenderam Evelin da Rosa Baladan, apontada como esposa de um dos chefes do tráfico do Comando Vermelho que atua na região Norte.

O que aconteceu:

Evelin foi presa no domingo (3) ao sair de uma festa realizada em um quiosque na Praia da Reserva, na Barra da Tijuca, na zona oeste da capital fluminense. Ela é suspeita de cometer os crimes de lavagem de dinheiro e associação ao tráfico de drogas. As informações são das autoridades do Rio e do Pará.

Segundo os investigadores, a presa é mulher de Anderson Souza Santos, conhecido como Anderson Latrol, que lidera o Comando Vermelho no Pará. De acordo com a investigação, Latrol está escondido há dois anos no Complexo da Penha, na zona norte do Rio, e é protegido por traficantes da região.

Evelin também vivia na mesma comunidade sob a proteção dos criminosos, mas foi presa após o serviço de inteligência da polícia localizá-la na festa que acontecia na orla da Barra da Tijuca. Contra ela, havia um mandado de prisão expedido pela Justiça paraense. A suspeita não ofereceu resistência à detenção.

A detenção de Evelin faz parte da operação Acerto de Contas, realizada pela Polícia Civil do Pará para combater traficantes do Comando Vermelho no estado. No total, os agentes prenderam 18 suspeitos de integrarem a facção criminosa em municípios do Pará, Maranhão e Rio de Janeiro.

O grupo é suspeito de movimentar cerca de R$ 4,5 milhões com o tráfico de drogas. Além das prisões, a polícia apreendeu aparelhos celulares, três armas de fogo, munições, drogas embaladas para venda, veículos e documentos e também bloqueou R$ 6,8 milhões das contas bancárias dos investigados.

O UOL não conseguiu localizar a defesa de Evelin da Rosa Baladan. O espaço segue aberto para manifestação.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora