Conteúdo publicado há 1 mês

Guarujá: Preso suposto líder do PCC em ação que apreendeu 300 kg de cocaína

Um homem apontado pela Polícia Civil como uma das lideranças do PCC no litoral paulista foi preso ontem em uma operação no Guarujá que resultou na apreensão de mais de 300 quilos de cocaína. Só neste mês, ao menos 27 pessoas foram mortas em ações policiais na região, que se intensificaram após o assassinato de um soldado da Rota.

O que aconteceu

Suspeito de ser um dos líderes do PCC levava mais de 70 tabletes de cocaína em carro. Policiais civis interceptaram ontem um homem de 22 anos no Sistema Anchieta-Imigrantes, que liga a região metropolitana de São Paulo com o litoral. Segundo a investigação, ele é suspeito de "viabilizar" o fornecimento de drogas na região.

Local de armazenamento do tráfico no Guarujá. Após ser detido, ele disse aos policiais que levaria a droga a uma casa no Guarujá usada como local de armazenamento da facção criminosa, segundo a investigação. O local e os suspeitos já estavam sendo monitorados pelos agentes há ao menos duas semanas.

Cocaína separada para a venda. Os agentes então se deslocaram para o local indicado, onde prenderam outros dois homens em um imóvel com grande quantidade de drogas, parte delas já embalada para comercialização. Os agentes também encontraram duas armas e objetos usados no preparo e refino da droga.

Os três suspeitos foram indiciados por tráfico e associação ao tráfico de drogas, posse ou porte de arma de fogo de uso restrito e integrar organização criminosa.

Policiais também apreenderam armas em operação contra o tráfico de drogas no Guarujá, na Baixada Santista
Policiais também apreenderam armas em operação contra o tráfico de drogas no Guarujá, na Baixada Santista Imagem: SSP-SP

Deixe seu comentário

Só para assinantes