Conteúdo publicado há 1 mês

PF investiga trabalho análogo à escravidão em clínica para dependentes

A PF investiga se um instituto que atende dependentes químicos em Itacoatiara (AM), a cerca de 270 quilômetros de Manaus, praticou os crimes de trabalho análogo à escravidão contra os internos.

O que aconteceu

A PF apurou que há indícios que os dependentes são submetidos a condições degradantes de higiene. Segundo a corporação, os internos também não recebiam alimentação adequada e eram obrigados a fazer trabalho forçado.

Investigação aponta que a clínica explorava a imagens dos internos. O tratamento deles era transmitido nas redes sociais para gerar engajamento e dinheiro de doações, de acordo com a PF.

A corporação cumpre três mandados de busca e apreensão. Os locais alvos da PF são pontos estratégicos do esquema identificados durante as investigações. Os mandados foram autorizados pela 4ª Vara Federal Criminal da SJAM (Seção Judiciária do Amazonas).

A operação conta com a participação do Ministério Público do Trabalho, do Ministério do Trabalho e da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do governo do Amazonas.

A PF encontrou sala com vassouras e materiais de construção em instituto no Amazonas
A PF encontrou sala com vassouras e materiais de construção em instituto no Amazonas Imagem: Divulgação/PF

Deixe seu comentário

Só para assinantes