Conteúdo publicado há 1 mês

Suspeito de roubar Rolex em posto é morto por GCM em bairro nobre de SP

Um suspeito de roubar um relógio de luxo, da marca Rolex, foi morto por um GCM (guarda civil metropolitano) em um posto de combustíveis na Rua Funchal, no bairro Vila Olímpia, na zona oeste de São Paulo.

O que aconteceu

Vítima parou em um posto de gasolina para abastecer e calibrar os pneus na manhã desta terça-feira (27). No momento em que saiu do carro, o homem de 46 anos foi abordado por um indivíduo armado, de capacete, que chegou em uma motocicleta, segundo a SSP-SP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo. O veículo da vítima era blindado, segundo o delegado Roberto Monteiro, em postagem nas redes sociais.

Homem teria pedido o relógio da vítima, que entregou a peça. Neste momento, um guarda municipal de Taboão da Serra, cidade da região metropolitana de São Paulo, viu a ação e baleou o suspeito, de 29 anos. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e constatou o óbito no local.

GCM estava no local após levar a esposa para o trabalho na região. O agente parou no posto de combustíveis para verificar mensagens no celular quando viu o suspeito abordar a vítima com um revólver calibre .38, explicou a Secretaria de Segurança de Taboão da Serra.

Câmeras de segurança flagraram suspeito sendo alvejado e caindo no chão. As imagens, veiculadas pelo Brasil Urgente (TV Bandeirantes), mostram o momento em que o suspeito já estaria com o relógio, sobe na moto para fugir do local e é alvejado.

Duas armas de fogo foram apreendidas para perícia. O caso foi registrado como roubo, resistência, morte decorrente de intervenção policial, legítima defesa, localização/apreensão de objeto, localização/apreensão de veículo e localização/apreensão e entrega de veículo pela 2ª Delegacia Seccional (Sul).

O caso também é acompanhado pela SSP de Taboão da Serra.

Deixe seu comentário

Só para assinantes