Conteúdo publicado há 30 dias

Advogada é presa com bilhete de detento com orientações para tráfico no CE

Uma advogada foi presa em flagrante em posse de um bilhete repassado por um preso com orientações para seus comparsas sobre o tráfico de drogas. O caso foi registrado na quinta-feira (18), na Unidade Prisional de Itaitinga 3, na região metropolitana de Fortaleza.

O que aconteceu

A advogada Valner Krislane Procópio dos Santos foi flagrada com o bilhete no bolso após uma visita agendada com o detento, que é seu cliente. O papel "continha anotações de conteúdo criminoso, que versava sobre valores e orientações sobre o tráfico de drogas", segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização) do Ceará.

Bilhete deveria, supostamente, ser entregue a outros traficantes. De acordo com a SAP, o preso Fabrício Mendes de Moraes, membro de uma facção criminosa do Rio de Janeiro com atuação no Ceará, escreveu as orientações no papel e repassou à advogada, que, por sua vez, deveria entregar para os comparsas do detento.

Preso escreveu orientações relacionadas ao comércio de maconha e crack. "O bilhete continha informações sobre compra de drogas dos tipos 'skank', que se refere a um tipo de supermaconha com alto poder alucinógeno, e 'óleo', expressão utilizada pelo crime para se referir ao crack", diz a SAP.

O bilhete também orientava os criminosos da mesma facção a contratar frete. O objetivo seria transportar as drogas de Manaus (AM) e de Belém (PA).

Advogada foi presa e indiciada pelos crimes de organização criminosa e associação para o tráfico. Em audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (19), o Tribunal de Justiça do Ceará converteu em preventiva a prisão em flagrante de Valner.

Em nota ao UOL, a defesa da advogada disse que as imputações feitas a ela são "desproporcionais". "É desproporcional a autuação da causídica por associação ao tráfico de drogas e integrar organização criminosa sem que houvesse investigação pretérita ou indicativos de vínculos com práticas ilícitas. As supostas anotações não tem, por si só, o condão de se imputar graves tipificações penais à sua pessoa", diz a nota assinada pelos advogados criminalistas Taian Lima e Thierry Damasceno.

Quem é o preso que repassou o bilhete?

Fabrício Mendes de Moraes, conhecido como Babinha, foi preso em 2022, em uma ação conjunta das polícias do Ceará e do Pará. Ele é acusado de integrar uma organização criminosa originária do Rio de Janeiro, mas com atuação em outros estados.

Continua após a publicidade

Babinha foi deportado da Colômbia em 2019, quando se tornou alvo das autoridades brasileiras. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, ele possui antecedentes por associação criminosa, roubo qualificado e porte ilegal de arma de fogo. Ele também é suspeito de ter envolvimento em mortes de policiais no Pará.

Deixe seu comentário

Só para assinantes