Conteúdo publicado há 19 dias

Irmã de prefeita é morta a facadas em Brasília; polícia apura feminicídio

Uma mulher de 46 anos, funcionária da estatal Telebras, foi morta a facadas pelo companheiro na madrugada de hoje (25) em Brasília, segundo a Polícia Civil do DF.

O que aconteceu

Daniella di Lorena Pelaes de Almeida foi atingida por golpes de faca na região do tórax e morreu em casa, em um condomínio no Jardim Botânico. O Cepol (Centro de Comunicação da Polícia Civil do DF) recebeu uma comunicação de crime de feminicídio às 5h59.

A Polícia Civil informou que o filho de 10 anos da vítima pediu socorro a um segurança do condomínio onde moravam. A criança contou, segundo relato dos policiais, que o padrasto tinha esfaqueado a mãe.

O homem de 37 anos foi encontrado ferido. Socorrido pelo Samu, ele foi levado ao HBB (Hospital de Base de Brasília) e está hospitalizado, sob escolta policial.

A polícia afirma que ele não confessou o crime, mas foi autuado em flagrante e permanece sob custódia no hospital. Quando tiver alta médica, será levado para a prisão.

Funcionária da Telebras era irmã de prefeita

Daniella Pelaes de Almeida era administradora e técnica em enfermagem. Passou a trabalhar como assessora da gerência de operações comerciais da Telebras, estatal vinculada ao Ministério das Comunicações, em março de 2023.

A funcionária da estatal era irmã da prefeita de Pedra Branca do Amapari (AP), Beth Pelaes (União-AP). A prefeitura, onde Daniella também trabalhou, declarou luto oficial de três dias "como expressão de profundo lamento pelo falecimento da servidora do quadro efetivo do município".

Despedida. Em comunicado publicado nas redes sociais, Beth Pelaes afirmou que a família se despede de Daniella "de forma precoce diante de uma dor imensurável". "Dani, minha irmã amada, descanse em paz, como a mulher, irmã, filha e mãe zelosa de personalidade forte e sorriso largo que sempre lhe acompanharam", escreveu a prefeita.

Deixe seu comentário

Só para assinantes