Conteúdo publicado há 16 dias

Adolescente de 15 anos suspeito de assassinar família é achado morto em SP

Um adolescente foi encontrado morto em um prédio abandonado em Bauru, no interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de matar três pessoas da mesma família — um casal de idosos e o genro deles — no último fim de semana, em uma cidade vizinha.

O que aconteceu

Corpo foi encontrado na manhã de segunda (27). O adolescente de 15 anos estava em um prédio abandonado na avenida Doutor Adolpho Miraglia, em Bauru, conforme a Polícia Civil. Já a Polícia Militar diz ter sido acionada por volta das 10h28 para uma ocorrência de "encontro de cadáver". Os agentes chamaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que confirmou a morte do jovem.

Caso foi registrado como "morte suspeita". A Polícia Civil disse ter pedido mais exames ao IML (Instituto Médico Legal) e ao IC (Instituto de Criminalística). O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Bauru e encaminhado à Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) da cidade. "As diligências prosseguem para concluir o caso", completou a polícia em nota ao UOL.

Crime em Agudos (SP)

Adolescente era suspeito de matar três pessoas da mesma família. As vítimas foram identificadas no domingo (26) como Aparecido Roberto Carrasco, 74; Joana Fátima Sanches Carrasco, 70; e Valdinei de Souza, 57, genro do casal de idosos. Eles foram encontrados mortos e com marcas de violência no dia anterior, em Agudos (SP), cidade vizinha a Bauru.

Corpos foram achados pela filha dos idosos e esposa de Valdinei. Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), a mulher relatou que estava preocupada porque o marido havia saído para se exercitar pela manhã, sem levar o celular, e sumiu sem dar notícias. Ela disse que ele tinha o hábito de fazer caminhadas e costumava passar pela casa dos sogros.

Vítimas estavam em três cômodos separados. Preocupada com o sumiço do marido, a mulher foi até a casa dos pais. Ao chegar lá, encontrou com os três mortos, um em cada quarto da casa. Não havia sinais de arrombamento no local e nenhum objeto de valor foi roubado, ainda segundo a SSP.

Polícia ainda não descobriu a motivação do crime. Os três corpos foram velados e sepultados no domingo, no Cemitério Municipal de Agudos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes