Conteúdo publicado há 1 mês

Jogo do Tigrinho: Polícia apreende carros e lancha de influenciadores em AL

A Polícia Civil de Alagoas realizou, nesta segunda-feira (17), a operação Game Over contra influenciadores suspeitos de estimularem a prática de jogos de azar online no estado.

O que aconteceu

Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em diversos endereços de Maceió e em Marechal Deodoro. No total, foram apreendidos carros, entre os quais dois veículos de luxo — um Porsche e um Volvo —, uma lancha de passeio, aparelhos celulares, dinheiro e passaportes.

Influenciadores são suspeitos de praticar o crime de estelionato, segundo o delegado Lucimério Campos. "É uma prática disseminada hoje no Brasil e muitos influenciadores alagoanos estavam cometendo o crime de estelionato ao incentivar seus seguidores a praticar esse jogo que tem trazido uma verdadeira ruína nas finanças das pessoas", declarou.

Investigação contra os influenciadora teve início há oito meses. De acordo com o delegado, nesta fase foram apreendidos apenas objetos pessoais dos investigados e, por enquanto, ninguém foi preso.

Os influenciadores alvos da operação estimulavam os seguidores a usarem o Jogo do Tigrinho. Bastante popular, o jogo ganhou maior projeção após ser divulgado por perfis de influenciadores com milhões de seguidores com a promessa de ganhos significativos em dinheiro aos usuários.

Jogo do Tigrinho está sob investigação no Brasil por ser um cassino online disfarçado, prática ilegal no país. Os influenciadores recebem dinheiro para divulgar o jogo em seus perfis, enquanto muitos internautas relatam prejuízos financeiros enormes ao aderirem ao jogo virtual, conforme investigações das autoridades brasileiras que já miraram diversos influenciadores em todo o país.

Como os influenciadores alagoanos alvos da operação Game Over não tiveram os nomes divulgados, não foi possível localizar suas defesas para pedir posicionamento. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes