Conteúdo publicado há 28 dias

Motorista de BMW é preso após colisão que matou criança no interior de SP

O motorista de uma BMW foi preso em flagrante após colidir contra o carro de uma família e provocar a morte de uma menina de quatro anos na Rodovia Capitão Bardoíno, no bairro Parque dos Estados, em Bragança Paulista (SP), no domingo (23).

O que aconteceu

Carro de luxo, avaliado em R$ 300 mil, teria colidido na traseira do veículo da família, que capotou. Uma menina que estava no carro atingido morreu. Os familiares dela, que também estavam no automóvel, ficaram feridos — são eles, um homem de 26 anos, uma mulher de 31, uma adolescente de 14 anos e uma criança de dois. A bebê está internada em estado grave, segundo a TV Vanguarda (afiliada da TV Globo). A família é de Monte Mor (SP), na região de Campinas, e voltava de um passeio.

Motorista da BMW, Luiz Paulo Franco Del Corso de 36 anos, foi detido por guardas municipais após o acidente. Ele apresentava sinais de embriaguez, mas se negou a fazer o teste do bafômetro, segundo consta no boletim de ocorrência. "Conversando com o preso, os policiais constataram a voz pastosa e o raciocínio desordenado", disse a delegada Nagya Cássia de Andrade a TV Vanguarda.

Motorista que dirigia o carro com a família fez teste do bafômetro e resultado foi negativo. Agora, a Polícia Civil pretende ouvir os ocupantes do automóvel atingido, aguarda os laudos periciais e a perícia do local do acidente. De acordo com a delegada, imagens de câmeras de segurança da rodovia também serão procuradas.

Caso foi registrado como homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo automotor. Luiz Paulo também foi autuado por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, embriaguez ao volante, desobediência e recusa de dados sobre própria identidade, no plantão da Delegacia Seccional de Bragança Paulista.

Luiz Paulo passou por audiência de custódia na segunda-feira (24). Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

Defesa de Luiz disse em nota que o homem ''jamais teve a intenção do resultado do acidente''. O advogado Renato Teixeira da Costa afirmou se solidarizar com as vítimas: ''A família vitimada pela fatalidade receberá a assistência devida.''

Deixe seu comentário

Só para assinantes