Suspeita de fingir ser da embaixada alemã para dar golpe é presa em MG

Uma mulher de 33 anos foi presa por suspeita de se passar por funcionária da embaixada da Alemanha no Brasil e aplicar golpe de R$ 40 mil em uma nutróloga de Goiás.

O que aconteceu

A suspeita, identificada como Bárbara Elisa Balbino Teixeira, foi presa em Minas Gerais, na terça-feira (9). A mulher é investigada por se passar por uma funcionária da embaixada alemã para obter vantagens em consultas e medicamentos com profissionais de saúde, como a dona de uma clínica de nutrição de Goiânia. As informações são da Polícia Civil de Goiás.

Bárbara fazia falsas promessas de viagens para a Alemanha e de obtenção de pacientes no país europeu, segundo a investigação. A mineira também teria forjado comprovantes de pagamentos via Pix, gerando um prejuízo superior a R$ 40 mil para a nutróloga.

A mulher iniciou as consultas com a vítima em dezembro de 2023. Os atendimentos eram feitos online. Posteriormente, os medicamentos prescritos eram enviados, sem cobrança, pelos Correios.

Polícia acredita que Bárbara pode ter aplicado golpes em outras vítimas de todo o país. Os alvos da mulher seriam profissionais de saúde, inclusive cirurgiões plásticos.

Bárbara foi encaminhada à Delegacia Regional de Viçosa e está à disposição da Justiça. O UOL não conseguiu localizar a defesa dela. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes