PUBLICIDADE
Topo

Lentidão em apuração deixa internauta arrependido de zoar a eleição dos EUA

Do UOL, em São Paulo

15/11/2020 19h20Atualizada em 15/11/2020 21h24

Nem faz tanto tempo assim que o internauta brasileiro estava atento ao complexo sistema eleitoral dos Estados Unidos, acompanhando a votação de cada estado e fazendo contas de quantos delegados Donald Trump ou Joe Biden conquistariam na Flórida, no Kentucky ou na Geórgia.

Afinal, era a certeza de que a votação eletrônica por aqui ofereceria resultados rápidos nas eleições municipais de 15 de novembro.

O dia das eleições no Brasil chegou, o eleitorado foi às urnas e esperava que os resultados fossem rapidamente apurados e divulgados. Ufa!

Chora, Arizona

Expectativa x realidade

Mas no começo da noite, até então, a lentidão na contagem dos votos vinha deixando o pessoal no Twitter ansioso. Será que viramos os EUA?

Parece que o jogo virou

Claramente o internauta ficou mal-acostumado com a rapidez na apuração e já esperava ter resultados no início da noite. Compreensível, né?

Mas afinal, o que aconteceu?

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que concentra a apuração dos votos em 2020, reconheceu problemas. Segundo o Tribunal, o entrave é na divulgação de números, e não na totalização. Desta forma, os votos estão sendo contabilizados normalmente.

A boa notícia do Brasil é que a cidade de Califórnia, no Paraná, apurou seus votos antes do estado da Califórnia, nos EUA.