PUBLICIDADE
Topo

RJ: Carlos Bolsonaro é reeleito vereador com votação 34% menor

Colaboração para o UOL, no Rio

15/11/2020 23h24Atualizada em 16/11/2020 14h58

Carlos Bolsonaro (Republicanos) foi o segundo vereador mais votado da cidade do Rio de Janeiro. Sua votação teve uma queda de 34% em comparação com a última eleição. Em 2016, foram 106.657 votos. Desta vez, 71 mil (2,69% dos votos válidos). Veja a lista dos 51 vereadores eleitos no Rio.

Depois de 20 anos, Carlos Bolsonaro voltou a enfrentar a mãe, Rogéria Bolsonaro nas urnas. Mas, apesar do apoio dos filhos, Rogéria obteve apenas 2.034 votos e não se elegeu.

Em 2016, o filho 02 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi o vereador mais votado. Desta vez, ele foi superado por Tarcisio Motta (PSOL), que somou 86.243 votos.

Principal cabo eleitoral de seu pai em 2018, Carlos Bolsonaro comandou o marketing da campanha presidencial que consagrou Jair Bolsonaro.

Aos 37 anos, dará início ao seu sexto mandato. Foi eleito pela primeira vez em 2000, quando tinha apenas 17 anos. Na ocasião, foi lançado por Jair para boicotar a candidatura de sua mãe.

Na época, a investida de Jair deu certo. Carlos teve mais de 16 mil votos, enquanto sua mãe ficou fora da disputa.

Ele é investigado pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio) por suposto esquema de rachadinha (recebimento ilegal de parte dos salários dos funcionários) e manutenção de funcionários fantasmas. Os crimes teriam ocorrido no gabinete de Carlos Bolsonaro na Câmara Municipal.