Topo

20 coisas que aconteceram pela 1ª vez em 2018

Jiji Press/AFP
Imagem: Jiji Press/AFP

Tricia Tisak

Do New York Times

2018-12-29T04:00:00

29/12/2018 04h00

Uma sequência de tendências surpreendentes, eventos marcantes e sérios e até coisas meio bobas registrados pela primeira vez em 2018. Há desde Coreias reunidas, empresas trilionárias, Semana de Moda em um país do Oriente Médio, curiosidades em museus e conquistas femininas.

  • Reprodução/Flickr

    Pintura estabelece novo recorde para obra de artista negro vivo

    "Past Times", de Kerry James Marshall, estabeleceu um novo recorde do valor pago pela pintura de um artista negro vivo: US$ 21,1 milhões (R$ 82,2 milhões), de acordo com a casa de leilões Sotheby's. A pastoral de 1997, que mostra figuras negras se divertindo, foi comprada pelo astro da música Sean "Diddy" Combs. A obra foi vendida pela Autoridade Metropolitana de Cais e Exposições de Chicago, que a havia adquirido por US$ 25 mil (R$ 97 mil).

  • Noah Berger/AFP

    A Apple vale US$ 1 trilhão

    A Apple se tornou a primeira empresa de capital aberto a atingir um valor de mercado superior a US$ 1 trilhão em agosto, com a Amazon logo atrás, alcançando o mesmo patamar um mês depois. Segundo os especialistas, a ascensão das chamadas "companhias superestrelas" reforça o longo período de crescimento econômico nos EUA, mas também pode ter contribuído para o encolhimento da classe média e o aumento da desigualdade de renda.

  • Melissa Ilardo/The New York Times

    Um novo tipo de adaptação humana

    Pesquisadores registraram um novo tipo de adaptação humana --no mar. De acordo com a publicação Cell, os membros de um grupo conhecido como bajau, que tradicionalmente mora em casas-barco e/ou palafitas no Sudoeste Asiático, evoluíram para se tornar melhores mergulhadores. O estudo revela que, independentemente de trabalharem na atividade ou não, eles têm um baço em média 50% maior do que os que moram em uma região a 24 km rumo ao interior. Análises anteriores mostram que o órgão mais volumoso ajuda os animais marinhos a mergulhar mais fundo.

  • Lucy Nicholson/Reuters

    Uma Coreia unificada, pelo menos no gelo

    Membros da equipe feminina de hóquei no gelo das Coreias do Norte e do Sul jogaram em uma equipe unificada na 23ª edição dos Jogos de Inverno, em Pyeongchang, marcando a disputa inédita em Olimpíada. O time perdeu o primeiro jogo para a Suíça. A Coreia do Sul, entretanto, ganhou um total de 17 medalhas no torneio, sendo cinco de ouro.

  • Isaac Lawrence/AFP

    Inaugurado o primeiro museu em homenagem ao cão "salsicha"

    Dois ex-floristas inauguraram o primeiro museu do mundo dedicado ao famoso cão "salsicha". O Dackelmuseum, que fica na região alemã da Baviera, exibe selos, pães, figuras de porcelana e outros itens inspirados no dachshund, uma das raças mais antigas da Alemanha.

  • Reprodução

    Carro autônomo mata pedestre

    Um Uber autônomo atropelou e matou uma pedestre em Tempe, no Arizona (EUA), em março, no que se acredita ser a primeira fatalidade do gênero. Embora o carro tivesse um motorista de apoio, nem ele, nem o sensor de detecção de luz e o sistema de radar perceberam a mulher que atravessava a rua com a bicicleta a tempo de parar e evitar a tragédia.

  • Fayez Nureldine/AFP

    Arábia Saudita realiza sua Semana da Moda

    A Arábia Saudita realizou a primeira Semana da Moda de sua história em Riad, em abril, ainda que o evento tenha sido marcado pelas características conservadoras do reino. Apesar do público exclusivamente feminino, foi instituída uma proibição de exibir fotos das mulheres sem a abaya --traje que cobre o corpo inteiro-- nas redes sociais. Os organizadores, porém, consideram o evento crucial para as mulheres em um país onde elas ainda têm de se submeter à vontade de seus guardiães masculinos.

  • Reprodução

    Empresa chinesa bate a Apple em vendas de smartphones

    A chinesa Huawei superou a Apple nas vendas de smartphones, comercializando 54 milhões de aparelhos no segundo trimestre de 2018, comparados aos 41 milhões da norte-americana, perdendo só para a Samsung. O sucesso da empresa é ainda mais impressionante se for levado em consideração que ela não participa de alguns dos maiores mercados do mundo, incluindo os EUA, em parte por causa de temores de espionagem corporativa e governamental.

  • Owen Franken/The New York Times

    Museu em Paris abre as portas a nudistas

    Em Paris, um museu abriu suas portas para receber figuras nuas vivas. O Palais de Tokyo, de arte contemporânea, recebeu um grupo de nudistas para um tour especial, organizado pela Associação de Naturistas da capital. A cidade também abriga o primeiro restaurante do gênero, O'Naturel, inaugurado no fim de 2017, além de reservar a área de um parque público àqueles que preferem circular como vieram ao mundo.

  • Johannes P. Christo/Reuters

    Novo equipamento no combate ao lixo plástico

    A primeira máquina criada para limpar o lixo plástico do mar foi ideia de um rapaz de 22 anos que desistiu da faculdade, imaginada antes, em um período quando ainda era adolescente. Foi usada em setembro naquela que ficou conhecida como a Grande Ilha de Lixo do Pacífico. Situada entre o Havaí e a Califórnia, é considerada o maior acúmulo de plástico nos oceanos. Alguns especialistas, porém, temem que o dispositivo faça mais mal do que bem, alegando que seria melhor concentrar os esforços na prevenção e não na remediação.

  • iStock

    França proíbe dispositivos eletrônicos em escolas

    Na França, entrou em vigor em setembro uma lei que proíbe dispositivos eletrônicos nas escolas. Alunos entre 3 e 15 anos terão de deixar smartphones, tablets e outros aparelhos em casa ou manterem os mesmos desligados em suas dependências, com exceção apenas para alunos deficientes ou durante atividades extracurriculares. Houve quem reclamasse da legislação, classificando-a de exagero, pois já existe uma determinação que proíbe o uso de smartphones durante a aula.

  • Jiji Press/AFP Photo

    Mulher é piloto de caça no Japão

    O Japão, conhecido pela dominância masculina na força de trabalho, ganhou sua primeira piloto de caça em agosto. A primeiro-tenente Misa Matsushima, 26, que citou o filme "Top Gun" como sua inspiração, entrou para a Força Aérea japonesa em 2014. A JASDF passou a aceitar candidatas em 1993, mas as mulheres só puderam começar a se inscrever como pilotos de caças em 2015, quando teve início uma campanha para equilibrar a mão de obra.

  • Reprodução/Nasa

    Nasa lança sonda com nome de uma pessoa viva

    Foi lançada em agosto a sonda Parker, primeira espaçonave da Nasa (a agência espacial norte-americana) a ganhar o nome de uma pessoa ainda viva. No caso, a homenagem é ao astrofísico Eugene N. Parker, o primeiro a descrever os ventos solares, em 1958. O equipamento, que também deve estabelecer um novo recorde como o mais veloz do gênero, será o primeiro a voar ao redor da coroa solar para coletar dados sobre a estrela.

  • Shaun Metcalfe/Creative Commons

    África lança primeira usina de tratamento de lixo

    A Etiópia é o primeiro país africano a inaugurar uma usina de tratamento de lixo para produção de energia. Membros do alto escalão do governo, incluindo o então presidente Mulatu Teshome, compareceram à inauguração das instalações de US$ 120 milhões da chamada Reppie, erguida em um aterro na periferia de Adis Abeba. A previsão é que receba 80% dos dejetos gerados na capital e gere até 30% de suas necessidades energéticas.

  • Inter Ikea Systems/Efe

    Ikea inaugura sua primeira loja na Índia

    A Ikea abriu sua primeira loja indiana em Hyderabad, alterando sua estratégia normal com preços reduzidos, mudança no inventário e até nas opções do café para atrair o consumidor local. A maior loja de móveis do mundo pretende inaugurar outras três lojas nos próximos dois anos para atender à classe média do país, que não para de crescer.

  • REUTERS/Maxim Shemetov

    Rússia mostra poderio militar

    Na maior exibição de poderio militar desde os tempos da Guerra Fria, a Rússia reuniu quase 300 mil soldados, mil aeronaves e 900 tanques para os exercícios conhecidos como Vostok-2018. Pela primeira vez, a China também participou, enviando helicópteros e 3.200 membros de suas forças bélicas.

  • Getty Images/iStockphoto

    México ganha primeiro reality show

    "Made in Mexico", que acompanha o estilo de vida opulento de nove socialites da Cidade do México, começou a ser exibido em setembro. Entretanto, o reality show, com apoio da Netflix, foi alvo dos críticos, que o consideraram de mau gosto, já que metade da população do país vive na pobreza.

  • Dave Chan/The New York Times

    Canadá legaliza a maconha para fins recreativos

    O Canadá se tornou a primeira economia desenvolvida do mundo a legalizar a maconha para fins recreativos. É o segundo país, depois do Uruguai, a sancionar tal legislação. Desde meados de outubro, os maiores de idade podem comprar e usar flores desidratadas e óleos da erva. Uma vez implantada na íntegra, a legislação deve gerar lucro de bilhões de dólares.

  • Há mais porcos que gente na Dinamarca

    Na Dinamarca, o número de porcos superou o de gente: são 215 suínos para cada 100 habitantes, segundo as novas estatísticas divulgadas pela Eurostat. A agência calcula que haja 150 milhões de porcos na União Europeia, sendo que 40% se concentram na Alemanha e na Espanha. De acordo com os novos números do governo espanhol, o número desses animais abatidos (50 milhões) supera o da população nacional, que é de 46,5 milhões.

  • Getty Images

    Suprema Corte indiana acaba com proibição de sexo gay

    Pela primeira vez em mais de 150 anos, uma lei que proíbe o sexo gay consensual na Índia foi considerada inconstitucional pela Suprema Corte. Estabelecida durante o regime colonial britânico, a legislação raramente posta em prática, mas, segundo os críticos, abria espaço para chantagem, abuso e assédio sexual contra a comunidade LGBT.

Mais Internacional