Topo

23 nomes já disputam o posto de candidato da oposição contra Trump em 2020

Bill Chizek/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Bill Chizek/Getty Images/iStockphoto

Carolina Marins e Pedro Graminha

Do UOL, em São Paulo

28/04/2019 04h01Atualizada em 16/05/2019 09h07

As eleições presidenciais dos Estados Unidos estão agendadas para o fim de 2020, mas a disputa já começa a se desenhar no Partido Democrata, de oposição ao presidente Donald Trump, do Partido Republicano.

Ao menos 23 nomes compõem a lista de "candidatos à candidatura" que tentará evitar a reeleição de Donald Trump, figura polêmica, mas à frente de índices econômicos positivos, desemprego caindo e agora mais longe das suspeitas de conluio com russos - que poderia levar a um processo de impeachment.

Do mesmo partido, mas crítico ao presidente, o ex-governador de Massachusetts quer atropelar Trump nas próximas eleições e representar a ala moderada dos republicanos. Mas Trump tem grandes chances de ser o candidato. Nos EUA, é raro que um presidente não seja o escolhido pelo seu partido para disputar a reeleição.

Do lado dos democratas, a lista de pré-candidatos traz alguns nomes bem conhecidos, como o senador Bernie Sanders, o ex-vice de Obama, Joe Biden e o prefeito de Nova York, Bill de Blasio. Mas novos nomes que apostam em pautas mais à esquerda e visam grupos minoritários também estão lançando suas candidaturas.

Veja a lista:

  • Divulgação/Campanha Biden/Reuters

    Joe Biden

    Ex-vice-presidente de Barack Obama, Biden lançou sua pré-candidatura na quinta (25) com um vídeo no Twitter no qual se apresenta como "o" candidato de oposição a Trump. Ele é um dos favoritos a vencer as prévias e já recebeu alfinetadas do atual presidente. Leia mais

  • Yana Paskova/Getty Images/AFP

    Bill de Blasio

    O prefeito de Nova York, a maior cidade dos EUA, anunciou dia 16 de maio sua pré-candidatura, colocando-se como principalmente concorrente de Joe Biden. De Blasio é conhecido por defender políticas progressistas. Recentemente, o prefeito se envolveu em uma polêmica com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, a quem chamou de "racista, homofóbico e destrutivo", e afirmou que ele não era bem-vindo em Nova York para receber uma homenagem. Leia mais

  • Getty Images/AFP

    Bernie Sanders

    Senador por Vermont, Sanders já concorreu às prévias democratas em 2016, quando Hillary Clinton saiu vitoriosa. Conhecido como 'democrata socialista', ele apresenta pautas progressivas nas áreas da saúde, educação e igualdade social. Também é visto como forte candidato a vencer as primárias.

  • Justin Sullivan/Getty Images/AFP

    Elizabeth Warren

    Senadora por Massachusetts, Warren é queridinha da ala mais progressista. É uma crítica ferrenha dos grandes executivos de Wall Street e prega a igualdade de renda. Tendo passado a maior parte da vida na academia, a educação da classe trabalhadora é a sua maior bandeira.

  • Yuri Gripas/Reuters

    Kamala Harris

    Mulher e negra, a senadora da Califórnia anima a ala que luta por diversidade e espera angariar votos das minorias étnicas dos EUA.

  • Reuters

    Seth Moulton

    Congressista representando Massachussets, tentou vencer Nancy Pelosi como líder na Câmara dos Representantes. Moulton é veterano da Marinha e é visto como um candidato carismático, porém pouco conhecido e com baixo angariamento de fundos.

  • Reuters

    Eric Swalwell

    Com 38 anos, o congressista da Califórnia é um dos candidatos mais jovens até o momento. Ao anunciar a sua candidatura na televisão, ele já expôs sua principal agenda: controle de armas. É um defensor ferrenho do endurecimento da lei de armamento e pretende, assim, reduzir a violência nos Estados Unidos.

  • Reuters

    Tim Ryan

    Deputado por Ohio, Ryan também foi um importante oponente de Pelosi pela liderança da Câmara. Entre suas principais bandeiras estão o comércio e o emprego.

  • AFP

    Wayne Messam

    O empresário é prefeito de Miramar, uma pequena cidade na Flórida. Em seu vídeo oficializando a pré-candidatura, ele destaca sua história pessoal: é filho de imigrantes jamaicanos e se coloca como oposição à política "falida" de Washington.

  • Tamir Kalifa/The New York Times

    Beto O'Rourke

    Ex-congressista pelo Texas, Beto, como é chamado pelos norte-americanos, perdeu a última eleição do Senado para Ted Cruz. Ainda assim, é visto como uma estrela da política, que consegue reunir multidões e arrecadar fundos semelhantes ao de candidatos presidenciais.

  • Reuters

    John Hickenlooper

    Hickenlooper é ex-governador do Colorado e se apresenta com um discurso mais unificador e centralizador do que seus adversários democratas. Seu lema é "apoiar todos contra as divisões".

  • AFP

    Jay Inslee

    Veterano na política americana, Inslee é governador no estado de Washington. Suas pautas são bastante progressistas, com um foco muito forte nos temas ambientais.

  • AFP

    Amy Klobuchar

    Advogada e senadora pelo estado de Minnesota, Klobuchar foi a primeira mulher eleita para a função em seu estado. Tem posicionamento liberal em relação as pautas da comunidade LGBT, é favorável ao aborto e ao sistema de saúde pública nos EUA.

  • BRENDAN SMIALOWSKI/ÃFP

    Cory Booker

    O senador de Nova Jersey e ex-prefeito de Newark é conhecido por ser um excelente orador. No entanto, não agrada aos setores mais à esquerda do partido.

  • Getty Images

    Kirsten Gillibrand

    A senadora de Nova York é a candidata do movimento MeToo, que denunciou assédio sexual em diversos setores da sociedade americana. Conhecida por seu discurso feminista e a favor dos direitos LGBT, ela travou embates sérios dentro do partido devido a acusações de abusos sexuais de colegas.

  • Divulgação

    Julian Castro

    Descendente de mexicanos, Castro era um dos principais nomes para a corrida presidencial, mas perdeu fôlego com a chegada de nomes mais chamativos para a disputa, como o do também texano, Beto O'Rourke e o ex-vice-presidente, Joe Biden.

  • Arquivo Pessoal

    Tulsi Gabbard

    Gabbard é um nome controverso dentro do partido democrata. Embora tenha apoiado a candidatura de Bernie Sanders em 2016 e defenda princípios progressistas na área da saúde e política externa, Gabbard já despertou a ira de alguns membros do partido por críticas a homossexuais, ao aborto e ao casamento gay.

  • The Washington Post/Getty Images

    Pete Buttigieg

    Cristão e veterano de guerra, é o primeiro candidato abertamente gay dos EUA e, junto com Gabbard, o mais jovem. Iniciou sua carreira como prefeito ainda aos 20 anos, em uma cidade de médio porte no interior do país. Buttigig busca representar a voz dos jovens, grupo que, segundo ele, sofrerá as maiores consequências da crise política de hoje.

  • AFP

    John Delaney

    Delaney foi o primeiro pré-candidato democrata - anunciou que disputaria ainda em 2017. Deputado em Maryland, por 6 anos, tem como bandeira a geração de empregos e investimentos em educação e infraestrutura.

  • Reuters

    Marianne Williamson

    Escritora best-seller e guia espiritual, Williamson é uma celebridade das redes sociais que tem Oprah Winfrey como principal seguidora.

  • Reuters

    Andrew Yang

    Empresário da tecnologia descendente de taiwaneses, Yang tem como principal proposta o pagamento de uma taxa de 1.000 dólares por mês para todos os americanos com idade entre 18 e 64 anos, em resposta ao desemprego causada pela crescente automação e substituição de serviços.

  • Zach Gibson / Getty Images North America / AFP

    Michael Bennet

    Senador pelo estado do Colorado, Bennet anunciou sua pré-candidatura poucas semanas depois de passar por uma cirurgia por câncer de próstata. O político de 54 anos é considerado moderado. Ele já havia anunciado sua intenção de concorrer às primárias em março, mas preferiu aguardar sua recuperação. Leia mais

  • Al Drago/Arquivo/Reuters

    Steve Bullock

    Bullock, de 53 anos, é governador pelo estado de Montana, um tradicional reduto Republicano. No vídeo anunciando sua pré-candidatura, Bullock revisa seu histórico no cargo e diz: "Como governador democrata de um estado no qual Trump venceu por 20 pontos, não tenho o luxo de falar apenas com as pessoas que concordam comigo". Leia mais

Mais Internacional