Cortes de gastos, impostos e reforma política dominam primeiro debate televisionado no Reino Unido

Do UOL Notícias

Em São Paulo

  • Ken McKay/AFP

    Da esquerda para a direita, o liberal democrata Nick Clegg, o conservador David Cameron e o primeiro-ministro, o trabalhista Gordon Brown, durante o 1º debate televisionado no Reino Unido

    Da esquerda para a direita, o liberal democrata Nick Clegg, o conservador David Cameron e o primeiro-ministro, o trabalhista Gordon Brown, durante o 1º debate televisionado no Reino Unido

Cortes de gastos, impostos e reforma política foram os temas que dominaram o primeiro debate televisionado entre os líderes dos principais partidos do Reino Unido. Os britânicos vão às urnas no dia 6 de maio para eleger um novo Parlamento.

Participaram do histórico momento o atual primeiro-ministro, o trabalhista Gordon Brown, o líder da oposição conservadora, David Cameron, que lidera as pesquisa de intenção de voto, e o liberal democrata Nick Clegg.

Os 3 debates no Reino Unido

Data Tema
15/04 Política interna
22/04 Política externa
29/04 Economia

Este primeiro debate –de um total de três (ver quadro)- durou 90 minutos e se concentrou em questões relacionadas à política interna. Todas as perguntas partiram da plateia e não houve nenhum intervalo. Cada líder teve um minuto para responder e depois mais um minuto para réplica. Em seguida, se abria um período de 4 minutos para que os três debatessem entre eles. Não houve espaço para que os líderes fizessem perguntas um para o outro.

Em sua fala inicial, Clegg insistiu na ideia de que os liberais são uma alternativa às políticas adotadas pelos trabalhistas e conservadores nos últimos anos. “Acredito que a maneira como as coisas estão não é a maneira como as coisas devem ser”, afirmou Clegg.

Por sua vez, Brown apelou para a importância da recuperação econômica ao afirmar que uma economia forte é a chave para um país melhor. “Eu sei o que envolve este trabalho”, disse Brown.

Já Cameron defendeu a necessidade de uma mudança depois de 13 anos de trabalhistas no poder, entretanto, disse que manteria as “coisas boas” feitas pelo atual governo. O líder conservador também trouxe à tona o escândalo sobre gastos inapropriados que atingiram os três principais partidos no ano passado. “Os políticos desapontaram os eleitores”, afirmou.

“Não houve surpresas nos discursos de abertura, os três líderes têm bem ensaiado os grandes temas desta campanha”, opinou o jornalista da BBC Mike Sergeant no blog na emissora.

O inédito debate gerou bastante expectativa na sociedade britânica. Era esperado que a audiência do evento fosse similar a dos programas de reality shows. Ao longo de todo o dia, blogs e sites britânicos monitoraram as atividades dos três candidatos em tempo real.

Embora o debate tenha sido entre os líderes dos três principais partidos britânicos, o eleitorado não vota neles diretamente. Ao contrário do que o corre no Brasil, no Reino Unido o povo elege a sigla para o Parlamento, e os parlamentares costumam apontar o líder da maior bancada como premiê.

Todas as pesquisas colocam os conservadores (também conhecidos tories) em primeiro lugar na intenção de voto, seguidos pelos trabalhistas. Essa vantagem, porém, varia de 3 a 10 pontos percentuais dependendo do instituto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos