PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mulher coloca placa proibindo a presença de negros em piscina pública dos EUA

Reprodução/CNN
Imagem: Reprodução/CNN

Do UOL, em São Paulo

13/01/2012 14h54

A locadora de um apartamento em um condomínio de Cincinnati, nos EUA, foi acusada de discriminação racial por uma comissão de direitos civis de Ohio ao colocar uma placa na qual se podia ler "Public Swimming Pool, White Only” (Piscina pública, apenas brancos) na entrada da piscina do local.

A comissão, que se encontrou nessa semana, conclui que Jamie Hein foi culpada ao tomar a atitude no ano passado. O caso ainda deve ser analisado pela Justiça.

Segundo informações da rede CNN, o episódio veio à tona por Michael Gunn, um homem branco que se mudou do condomínio após ficar indignado com a placa que, segundo ele, seria destinada à sua filha, que é negra.

Hein teria afirmado que colocou a placa de ferro –que tem data de 1931 e que, segundo ela, era uma antiguidade dada por um amigo– porque a menina, que costumava nadar na piscina pública, usava produtos no cabelo que deixavam a água turva.

"Eu não tenho nenhum problema com questões racistas. É uma placa histórica”, disse em entrevista à rede ABC News em dezembro do ano passado.

“Nós ficamos extremamente chateados e mudamos em 21 de junho de 2011 para não expor minha filha à placa e à humilhação da mensagem”, escreveu Gunn na ação enviada à comissão de direitos civis.

Internacional