PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Policial afegão abraçou homem-bomba para salvar pessoas, diz TV

Do UOL, em São Paulo

09/03/2013 09h00

O policial afegão Murad Khan se sacrificou para salvar a vida de outras pessoas ao abraçar um homem-bomba momentos antes da detonação, neste sábado (9), em Khost, segundo testemunhas ouvidas pela rede de TV CNN.

O oficial morreu no ataque, juntamente com outras cinco crianças com idades entre 7 e 17 anos, em um bairro próximo ao Ministério da Defesa afegão.

O Taleban reinvidicou a autoria do atentado, realizado pouco depois que o ministro da Defesa norte-americano, Chuck Hagel, deu início a uma visita surpresa ao país. Segundo um porta-voz da polícia, outras 13 pessoas ficaram feridas na explosão, duas delas, funcionárias do ministério.

Segundo a CNN, o homem-bomba tentou entrar em uma vila onde forças da coalização realizavam exercícios com a polícia afegã, mas oficiais em um posto de controle reconheceram o colete com explosivos e pediram que ele parasse.

Neste momento, Khan correu em direção ao atacante e o abraçou.  

Internacional