Sean Penn diz ter "terrível arrependimento" por entrevista com El Chapo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter.com/RollingStone

    Sean Penn (esq) e "El Chapo"

    Sean Penn (esq) e "El Chapo"

Em entrevista que irá ao ar neste domingo (17) pela rede CBS, o ator americano Sean Penn expressa um "terrível arrependimento" por ter visitado e entrevistado o narcotraficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán, ex-líder do Cartel de Sinaloa, quando este estava foragido no México.

Penn gravou na noite de quinta-feira (14) sua participação no programa "60 Minutes", do canal CBS.

A entrevista do ator com o traficante foi publicada pela revista "Rolling Stone" e causou grande repercussão e polêmica.

No início da semana, Penn havia dito que não tinha "nada a esconder" sobre a entrevista. Mas à CBS ele afirmou ter um grande arrependimento. 

"Tenho um arrependimento de que toda a discussão sobre esse artigo ignora seu propósito, que era contribuir para a discussão sobre a política americana de Guerra às Drogas", afirmou. 

"Meu artigo fracassou", concluiu.

O ator negou, porém, que o encontro secreto entre os dois tenha levado à captura de El Chapo, como dizem autoridades mexicanas e americanas.

"Há esse mito de que a visita que fizemos (...) foi essencial para a captura", disse Penn. "Tínhamos nos encontrado muitas semanas antes, no dia 22 de outubro, em um lugar nada perto de onde ele foi capturado."

Para Penn, autoridades mexicanas atribuíram a captura à entrevista por se sentirem "humilhados" porque Penn soube onde El Chapo estava antes deles e para que o ator "ficasse mal" com o cartel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos