Estudante de direito e peruana estão entre vítimas de atentados; veja histórias

Do UOL, em São Paulo

O estudante de direito belga Leopold Hecht, 20, da Saint-Louis University, foi morto no atentado à estação Maalbeek. A morte foi anunciada pelo reitor da universidade.

"É tão injusto. Ele era brilhante", escreveu a amiga Cassandra Vinograd no Twitter.

A peruana Adelma Marina Tapia Ruiz, 36, casada com um belga e mãe de gêmeas, foi a primeira vítima a ter a morte confirmada após os atentados em Bruxelas.

Ela viajaria para os EUA com as filhas de 3 anos de idade para visitar a mãe em Nova York. As meninas sobreviveram.

Christophe Delcampe, marido de Adelma, ficou ferido e está hospitalizado com uma das filhas.

"Ela era uma mulher muito ativa. Ainda estou em choque", disse Lady Sindey Jouany, amiga da vítima, ao "New York Times".

Facebook/Reprodução
A peruana Adelma Marina Tapia Ruiz foi a primeira vítima a ter a morte confirmada; ela estava no aeroporto

O funcionário da Federação Valônia-Bruxelas Olivier Delespesse "passou pelo metrô e jamais chegou ao trabalho", afirmou sua colega no Twitter.

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos