Ataque a boate em Istambul deixa 39 mortos e 69 feridos

Do UOL, em São Paulo

Subiu para 39 o número de mortos e para 69 a quantidade de feridos em ataque armado contra uma boate em Istambul, na Turquia, ocorrido na madrugada do primeiro dia de 2017. Segundo o ministro do interior do país, Suleyman Soylu, 21 das vítimas fatais já foram identificadas, sendo 16 estrangeiros e cinco cidadãos turcos.

Em entrevistas a veículos de imprensa, Soylu afirmou ainda que esforços estão sendo feitos na tentativa de capturar o autor dos disparos, que estaria vestido de Papai Noel quando do ataque. Mais cedo, havia a informação por parte de vítimas e pessoas próximas ao local que duas ou três pessoas estariam envolvidas com a ação, classificada pelo governador de Istambul, Vasip Sahin, como "terrorista".

Ao amanhecer do dia, além dos policiais empregados nas investigações e buscas ao autor, vários outros faziam a segurança nas imediações da boate Reina, onde o ataque ocorreu por volta de 1h30 (horário local; 21h30 em Brasília), após a virada de ano. O clube fica no bairro de Ortakoy, à margem europeia do estreito de Bósforo.

Muitas pessoas que celebravam o Ano-Novo no local se atiraram no Bósforo, em pânico, depois do ataque, e esforços foram mobilizados para resgatá-las das águas.

Murat Ergin/Ihlas News Agency/Reuters
Mulher ferida é levada em ambulância após ataque

De acordo com a CNN turca, o responsável pelo ataque teria entrado na boate atirando indiscriminadamente contra os presentes. Estima-se que cerca de 500 pessoas estivessem no local.

O ataque ocorre menos de um mês depois que um homem matou o embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Karlov, durante uma exposição em Ancara. O atirador disse que a morte foi em vingança pelo envolvimento russo no conflito sírio.

A boate Reina é um conhecido lugar de lazer da alta sociedade de Istambul, frequentado por celebridades, jogadores de futebol e empresários.

Estados Unidos condenam ataque

O governo dos Estados Unidos condenou o ocorrido por meio de comunicado divulgado ainda no sábado (31). "Os Estados Unidos condenam o ataque terrorista em um clube noturno em Istambul, na Turquia, que deixou dezenas de mortos e muitos mais feridos", afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Ned Price.

Osman Orsal/Reuters
Policiais fazem a segurança nos arredores da boate Reina, onde ocorreu o ataque

Para os EUA, o fato de que "tal atrocidade pudesse ter sido perpetrada sobre pessoas inocentes, muitas das quais estavam festejando a chegada do ano novo, mostra a selvageria dos atacantes".

Price, em nome do governo, ofereceu condolências aos familiares dos mortos e demonstrou esperar que os feridos se recuperem o mais rápido possível.

Em outro comunicado, o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disse que os Estados Unidos ficarão em "contato" com as autoridades turcas durante a investigação do ataque.

"Estes ataques só reforçam nossa determinação em trabalhar com o governo da Turquia para combater o flagelo do terrorismo", disse.

(Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos