Tiroteio deixa ao menos cinco mortos no aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida

Do UOL, em São Paulo

Um tiroteio no aeroporto internacional de Fort Lauderdale, na Flórida, deixou ao menos cinco mortos e oito pessoas feridas na tarde desta sexta-feira (6). O atirador foi preso.

O suspeito de ser autor dos disparos detido foi identificado como Esteban Santiago, 26, segundo o senador Bill Nelson, da Flórida. Ele estaria levando um documento de identificação militar, mas o senador afirma que a autenticidade do documento não é confirmada. A polícia se recusou a confirmar a identidade do suspeito e disse que ainda é "cedo demais" para falar que o ataque foi um ato de terrorismo.

Em entrevista coletiva, a polícia negou a existência de um segundo atirador em ação no aeroporto. 

Segundo testemunhas, o atirador só parou de disparar quando a munição acabou e ele precisou parar para recarregar a arma. Ele teria atirado nas 13 vítimas em silêncio. De acordo com o xerife do condado, Scott Israel, ele foi preso sem oferecer resistência e está sendo interrogado pelo FBI.

Autoridades disseram que o atirador era passageiro de um voo canadense e levava a arma em sua bagagem. Ele teria embarcado no Alasca e sua arma estaria declarada na bagagem despachada. "Depois que ele pegou a bagagem, foi ao banheiro, carregou a arma e começou a atirar. Não sabemos o motivo", declarou o investigador Chip LaMarca.

A Air Canada afirmou que o atirador não estava em seus voos. O coronel Candis Olmstead, diretor de relações públicas da Guarda Nacional do Alasca, confirmou à CNN que Santiago era parte do efetivo militar no Estado.

Lynne Sladky/AP
Passageiros esperam na pista do aeroporto de Fort Lauderdale, após tiroteio

Imagens aéreas de emissoras de televisão mostraram que dezenas de pessoas foram retiradas de dentro do aeroporto para a pista, acompanhada de policiais. Cerca de uma hora após o incidente, os canais de TV americanos mostraram imagens de pessoas correndo novamente para a pista do aeroporto em pânico.

Segundo o relato de autoridades, o tiroteio aconteceu por volta das 13h (hora local) entre os terminais 1 e 2 em uma área destinada à retirada de bagagens.

De acordo com a prefeita do condado de Broward, Barbara Sharief, apenas um atirador participou do ataque.

O aeroporto foi fechado para pouso, e somente as decolagens cujos embarques estavam concluídos foram realizadas. A polícia também isolou as vias que dão acesso ao aeroporto. Segundo a CNN, todas as pessoas que estavam no Terminal 2 passarão pela segurança novamente.

Zachary Fagenson/Reuters
Passageiros são retirados de terminal e levados para a pista após tiroteio no aeroporto de Fort Lauderdale

Com 165 mil habitantes, Fort Lauderdale fica na região metropolitana de Miami, e seu aeroporto é utilizado por cerca de 27 milhões de passageiros por ano.
 
O secretário de imprensa do ex-presidente George Bush, Ari Fleischer, que estava no aeroporto, postou no Twitter sobre o caos vivido no local: 

"Tiros foram disparados. Todo mundo corre". Posteriormente, Fleischer explicou que a situação se "acalmou", mas que as autoridades não deixaram ninguém sair do aeroporto na área onde ele se encontrava. 

Por meio do Twitter, o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse que está monitorando a situação e que está em contato com o governador da Flórida, Rick Scott.

Taimy Alvarez/South Florida Sun-Sentinel/AP
Mulher ferida é levada para ambulância em Fort Lauderdale, na Flórida, após tiroteio no aeroporto

Voos brasileiros

A Azul, que opera voos entre São Paulo e Fort Lauderdale, informou por meio de sua assessoria de imprensa que o voo 9320, que saiu do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), nesta manhã, teve o pouso alternado para o aeroporto de Orlando.

O voo 8705, que partiria de Fort Lauderdale para Campinas (SP), está previsto para decolar às 10h (horário local) deste sábado.  O voo 8704, que sairia do aeroporto de Viracopos às 23h50 desta sexta, tem previsão de decolagem às 4h de sábado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos